Artigos

Os verdadeiros motivos pelos quais és Enfermeiro!

Nesta semana mundial do enfermeiro, em vésperas do dia do enfermeiro (12 de Maio), apraz-me partilhar a carta que esrevi aos meus colegas enfermeiros!

“Caro colega Enfermeiro

As palavras por vezes, não são mais do que isso, meras palavras, mas confesso que acreditando no seu poder transformador, desejo partilhar contigo alguns fonemas, algumas frases.
Não considero que seja de todo importante existir um dia do enfermeiro, pois todos os dias em que vestimos a nossa farda, juntamente com todas as emoções impregnadas nos nossos cuidados, são dias do enfermeiro.

Queria pedir-te que por instantes, parasses um pouco, esquecesses as vicissitudes do dia-a-dia, ignorasses os meandros organizacionais e políticos e dedicasses um pouco do teu tempo, a refletir sobre o que te levou a escolher a enfermagem como profissão, como modo de vida. Sei, por experiência própria, que o tempo é tantas vezes nosso inimigo, aquando as rotinas, a gestão de múltiplas prioridades, mas peço um esforço da tua parte, para te concentrares em ti!

É urgente que te voltes a focar nos verdadeiros motivos pelos quais és Enfermeiro, no centro dos teus cuidados: o utente e a sua família, nos mais diversificados contextos e momentos da ténue linha da vida! Foca-te no lema de ser gente que cuida de gente, de ser a mão que ampara desde o nascimento até à morte, na saúde e na doença.

Relembra-te da extrema importância dos teus cuidados, das tuas emoções e do quanto és valioso para aqueles que cuidas, sendo enfermeiro, amigo, família!
Escuta atentamente as tuas emoções, gerindo com atenção e cuidado, para que sejam ferramentas ao dispor de ti, dos teus colegas e dos teus utentes, não permitindo que interfiram na tua forma de ser e cuidar! És mais do que as rotinas, do que as burocracias e a informatização dos cuidados e das estatísticas, quais meros fatores utilizados em avaliações sem sentido terapêutico.

Lembra-te e integra em ti, que és Enfermeiro, um agente de felicidade, de transformação, de esperança! És Mestre e aprendiz na verdadeira arte de cuidar, de partilhar afetos, de promover Vida na Vida, atribuindo mais sentido aos dias, mais valor à existência de cada um de nós!
Sou grato por ser teu colega, por saber que juntos, mesmo com todas as nossas diferenças, somos companheiros nesta grande jornada de cuidar de quem de nós precisa, somos artistas exímios nesta bela arte de ser gente que cuida de gente.

Por isso não te limites a dizer que és Enfermeiro, sente que és! Permite que a essência pura e genuína da enfermagem percorra o teu ser, faça parte dos teus dias e utiliza essa essência para transformares os teus cuidados, para te potenciares como Pessoa, como Profissional, como Enfermeiro!
Por isso cuida com e em Amor, descobrindo novas formas de cuidar, partilhando e produzindo mais conhecimento, gerindo as tuas emoções, relembrando o teu papel chave na vida de tantas pessoas, que a ti recorrem e que de ti precisam.

Lembra-te também, que o maior reconhecimento não vem dos outros, não precisamos de andar a pedir esmolas de agradecimentos, de distinções, pois a maior distinção, a maior gratificação, encontra-se no sorriso dos nossos utentes, na vida que promovemos, na morte que embalamos e dignificamos com a nossa arte de cuidar.

As teias políticas e profissionais continuarão a aumentar, querendo aprisionar os nossos dias, os nossos cuidados e muitas vezes, pouco poderemos fazer para as eliminar! Porém, recorda que há algo que depende inteiramente de ti: a forma como cuidas, como te sentes, defines e promoves como Enfermeiro!
A ti, caro colega, agradeço-te os dias, a inspiração, as emoções e a dignificação de cada Vida!”

Ricardo Fonseca, 2015

Se gostou deste artigo partilhe com os seus amigos

Veja também