Energia do Eclipse

Vamos a caminho do segundo dos três eclipses que se dão neste período, todos sem excepção vão sentir essa inquietação dentro de si, vai haver áreas da sua vida a serem mexidas para a necessária transformação a criar libertação do velho e espaço vazio ao novo, outros vão sentir a inquietação pois o trabalho interno que iniciaram no eclipse do ano anterior começa agora a dar frutos.

Estes movimentos de um forma muito simplista vem trazer muitas questões e eu deixo aqui apenas algumas delas :

Tu já és a expressão de ti ?

Onde ainda sentes inadequação ?

O que ainda rejeitas em ti ?

Já te respeitas ?

Já criaste limites saudáveis para ti ?

Já criaste a segurança necessária a poderes expressar-te espontaneamente ?

Já consegueste agir em autenticidade contigo ?

A estrutura familiar , núcleo refletem as tuas necessidades ?

O teu trabalho é reflexo da tua criatividade ?

És feliz ?

Onde te limitas para seres feliz ?

Crenças limitantes te impedem ser feliz ?

O que é que surgiu na Lua Nova de Caranguejo que também teve eclipse parcial do Sol e tem trazido insights ?

Quais tem sido os desafios emocionais ?

Quais as motivações e novidades que trouxeram brilho ao olhar e um pulsar novo ao coração?

Cada um está a ser convidado à transformação Individual, a mover-se na sua liberdade individual, na direção dos seus sonhos mais profundos, para muitas e novas oportunidades de colocar a sua criatividade e talentos cá fora, mas para isso temos libertar-nos do velho criar espaços vazios na nossa energia e na nossa vida… o que é o velho ?

As limitações sejam elas crenças, padrões e/ou emoções que limitam a nossa espontaneidade a forma como nos doamos aos outros e a vida.

As vezes vamos sentir que a informação que nos chega é muita e ficamos meio perdidos com a direção a seguir, e vai acontecer várias vezes ao longo deste meses, o melhor aqui a fazer quando ainda não existe clareza no coração e mente parar, se tudo que existe é apenas inquietação e até frustração sobre o assunto, melhor é respirar fundo e fazer-se algumas questões importantes que possam ajudar-nos a perceber como :

Qual o motivo pelo qual eu desejo fazer isto ?

E isto pode ser uma viagem, mudar de emprego, mudar de casa, terminar uma relação ou pode ser criar um novo projeto, novo site, nova parceria, nova cidade, novo país, nova relação….

Quem em mim deseja tomar essa nova direção /seguir sonho / realizar esse projeto , mudar de vida ? É mais uma fuga ? É desejo do meu coração que não importa onde me leva desejo segui-lo ?

Quem vou beneficiar com esta nova direção/ sonho/ projeto ?

Existe alguma parte de mim que está a fazer isto para ser aceite ? Reconhecimento ? Amado ? Ou estou fazê-lo porque já me amo o suficiente e sei que merece isto e muito mais ?

Este eclipse é maravilhoso em muitos sentidos, porque não só nos vem mostrar novas direções, novas oportunidades de manifestar nossa individualidade como vem expor as feridas emocionais ocultas, segredos individuais ou familiares, medos e ansiedade que vão exigir a nossa atenção plena que nos impedem de mostrar nosso potencial criativo e individual, que nos impede de mostrar alegria e o amor de sermos quem somos.

Muitas das coisas que vão agora ser mais transparentes sempre estiveram lá para nós, mas devido aos inúmeros mecanismos defesa que fomos criando com a dissociação de nós mesmos, esses mecanismos foram criados como proteção para não ver e não sentir, só que a Alma quer embarcar neste movimento coletivo e universal de expansão de estar ligado ao coração e ao potencial individual, à transformação de novas oportunidades então vamos olhar estes desafios como “eu liberto-me do …para criar espaços a ….” e deixar fluir livremente o que surgir em cada momento.

Como está energia é grande, ela é impulsionadora por isso seja uma Catarse, seja mudança , seja intenção criar algo novo será feito com certeza e irá manifestar-se de formas inesperadas.

Este é um período de reconhecimento Individual de como e quais as feridas emocionais que nos condicionam a receber amor, abundância, alegria, de como estes condicionamentos estão carregados de medos que impedem novos começos, de agarrar novas oportunidades nas nossas vidas.

Este impulso de libertação que está a gerar a tal inquietação interior, que está a mostrar as insatisfações nas nossas vidas, nas nossas relações, no profissional, no financeiro, que precisam de atenção imediata para que possamos trazer uma resolução alinhada com nosso Ser porque todos estamos a ser convidados a criar estruturas que refletem nosso amor próprio, nossa segurança interior e na terra, nossa criatividade.

Até ao final deste ano é fecho de inúmeras coisas dentro e fora de nós, uma espécie de escrutínio do que está alinhado e ao serviço da nossa liberdade individual, do nosso propósito, dos nossos sonhos, dos nossos projetos, mas também é oportunidade de concluir o que está inacabado, de pararmos de adiar as resoluções, de parara adiar as decisões que sabemos que são precisas tomar para seguirmos em frente, ao mesmo tempo que vem este medo vem o encorajamento forte de avançar e sensação de que é o momento de o fazer.

Volto a relembrar o que já escrevi, o nosso passado está a fazer-se presente e estará até ao final deste ano, mas não é para nos assombrar de forma algum, é apenas para trazer consciência mais subtil de alguns padrões, para libertar e concluir, façam-no com o maior amor e tranquilidade que conseguirem dentro de Vós e por Vós.

Uma das muitas “crenças new age” que apenas vem protelar a dor e o sofrimento é que somos todos paz e amor, estas são práticas irreais porque somos humanos, levam muitas vezes a que muitas pessoas sintam culpa, vergonha, que aumente seu estado de inadequação e de que algo está errado com elas, Ser Humano é sentir as emoções sejam elas Amor ou Tristeza, nas suas mais diversas polaridades, é preciso sentir este ano, expressar essas emoções, sejam elas Amor ou não é preciso termos a liberdade de sermos quem somos em cada momento, não aprisionarmos nosso Ser e as suas emoções para estarmos quer satisfazer as necessidades de família, grupos, amigos ou outras exteriores a nós.

Não está nada de errado com ninguém, ninguém mesmo cada um vive de acordo com a sua consciência no momento, com os seus desafios do momento, ninguém está num concurso onde uns ganho e outros perdem, porque na realidade ao nível coletivo quando um ganha ou se eleva conscientemente de algo todos estamos a ser elevados, assim como quando algum ser sofre todos estamos juntos nesta espiral evolutiva, então é preciso muito respeito com processo individual de cada um.

Retomando coloquem a intenção ao longo deste processo que tudo seja feito com uma intenção de cura em todos os níveis do vosso Ser, isto do voltar a trás nunca é agradável, é uma espécie de deja vú assombrado, que vai levantar inquietação, frustração mas podemos ver além disso, vamos observar o plano maior do que está a decorrer :

Que história vivi com essa pessoa ?

Que padrões estavam presentes ?

Que emoções despoletou em mim na altura ? e neste momento ?

Que história é que eu conto a mim sobre o que aconteceu ? E qual a história esta do plano maior sobre o que realmente aconteceu ?

Se for no trabalho fazer as mesmas questões, ou na saúde, na área financeira é ir questionando onde é que eu me estou afastar de mim ao viver esta situação.

Tudo isto está acontecer num nível muito mais subtil que possamos percepcionar, está a ser trazido como oportunidade de transformação e despertar os nossos níveis de consciência individuais e isso irá refletir-se no coletivo.

Para que possamos estar despertos e conscientes é preciso ter plena consciência das nossas emoções em cada momento, das nossas feridas emocionais e das nossas máscaras, das crenças e dito assim parece muito confuso e muito fácil, mas não a medida que vamos entrando no processo interior é como um novelo de lã, vai-se desenrolando e os nós que possam surgir ao longo desse novelo, são as paragens necessárias a ponderar, refletir e observar, depois temos aqueles nós mesmo chatos que precisam de ajuda e ela irá surgir com certeza,aqui é para vermos mais em profundidade irmos além do nó, porque o nó desata-se em determinada altura, a questão é que nó /desafio é este, o que me está a mostrar de mim, o que preciso observar e sentir, e vamos seguindo, assim é nosso processo individual desdobrar de nós/desafios pelo caminho que nos levam ao centro do nosso coração e ao amor próprio.

A medida que vamos tomando consciência dos nossos padrões, crenças e feridas emocionais conseguimos de forma criativa e amorosa saber o que é melhor para nós, assumimos a responsabilidade do que foi criado por nós, já conseguimos dizer sim a isto e não aquilo, mas já sabemos o que é para libertar, saímos padrões de vitima indefesa e frágil, da impotência, da negação da nossa força interior, reconhecemos a liberdade de sermos quem somos e em amor por nós agimos de acordo com.

Ai liberdade, a liberdade pela qual se começam guerras neste planeta, nas nossas casas, no emprego…tal como tudo andamos a procura dela fora de nós, afinal foi assim que fomos ensinados a procurar por aí, mas a verdadeira liberdade é interior floresce do amor e confiança em sermos e manifestarmos o Ser Humano que somos, de sermos honestos connosco, honrando as nossas necessidades, aceitarmos a nossa individualidade, nossos talentos, valorizar-nos, estimar-nos, sermos nosso pilar sustentador de amor em momentos de dor e sofrimento, e ainda doar nossos talentos, cooperar e partilhar com aqueles que sentirmos.

A nossa criatividade está ligada ao poder da criação ao nosso feminino, e as ações a serem criadas e a confiança ao masculino, e assim guiados pelo coração vamos movendo pela vida em cada momento, para que cada vez mais aquilo que nos mova seja mais os interesses do coração em amor do que os do ego/eu inferior em manipulação.

Tenho sugerido as pessoas que procuram e desabafam que encontrem numa pessoa confiança pelo menos um apoio sustentador e amoroso para que quando sentirem cansados, tristes, com medo, com pouca clareza sobre o que fazer naquele momento não entrem em desespero, sintam que estão apoiados no seu processo.

Depois lentamente respirem lembrando-se que o Universo tem uma força de criação própria que coloca tudo no momento certo na nossa vida, isto não quer dizer que fiquemos a espera que nos caia o milagre do céu, porque milagre somos cada um de nós, é confiar que a medida que vamos movendo ações para a resolução do nosso desafio irá surgir em cada momento a pessoa certa para ajudar ou que a nossa intuição irá guiar-nos na melhor direção, algo irá surgir no momento certo.

Seja o que for que possa emergir deste Eclipse Lunar como desafio a ser libertado é importante termos consciência do seguinte, se essa libertação não ocorrer não vão existir espaços vazios a que algo completamente novo possa surgir nas nossas vidas.

Este eclipse traz a oportunidade de nós observamos como é que criamos na infância nossos mecanismos de dissociação de nós mesmos através dos choques emocionais que “sofremos”, alienamo-nos da nossa família? desapegamos cortando laços ? o escape na infância era a televisão, livros, escola ? E hoje será as redes sociais, netflix e afins, a profissão, os vícios como tabaco, drogas, sexo… qual é seu escape para se alienar diariamente da sua família, dos seus problemas, das emoções e da sua vida ?

Na realidade só nos estamos alienar de nós mesmos porque na infância os choques emocionais foram tão intensos que para nosso sistema nervoso conseguir processar tudo criou essa dissociação, que levou a inúmeras coisas mas as mais fortes foram a impotência que hoje leva a vitimização e/ou manipulação, aos jogos de poder e força, levaram à insegurança que levou à falta de auto-confiança e à negação que levou à inadequação, estas são as raízes da falta de amor próprio e falta de auto estima para os resumir.

E face a isto todos nós desenvolvemos máscaras, que são as nossas defesas face ás pessoas, à vida e a tudo de forma geral como forma de sobrevivência, por isso mesmo teremos aqui a oportunidade de observar onde essa nossa sombra estava escondida e podemos deparar-nos e perceber que a violência nem seja passiva existe dentro de nós, a necessidade de dominar o outro, o egoísmo, a manipulação, o desejo vingança e destruição, a inveja … o importante aqui não é de forma alguma julgar ou sermos julgados, importante é observar como tudo isto se move dentro de nós e na nossa vida, como é que nós agimos e reagimos assim, com quem, e acima de tudo termos a honestidade de observar estas questões em nós, porque quando o fizermos, ai quando o fazemos a oportunidade de transformação é tão grande, a leveza que se vai instalando, a liberdade, a paz interior …. claro que o medo vai lá estar de ver e observar, a insegurança, mas a medida que a coragem de o fazer se instala e o processo decorre acontece um vazio e nessa vazio renasce o verdadeiro Ser sem mascaras para si mesmo.

Até ao final do ano vamos parecer uma espécie de ginastas olímpicos para conseguirmos ter a flexibilidade de mente e coração de permanecer centrados em nós, receber esta avalanche emocional e ainda ver as oportunidades novas a nascer na nossa vida.

Existe aqui algo importante que já mencionei mas vou frisar a honestidade connosco é muito muito importante no decorrer deste processo, sermos íntegros com que sentimos e surge é realmente importante, porque caso tentemos usar mecanismos antigos os nossos níveis de frustração, raiva irão disparar como forma de tomarmos consciência das nossas qualidades mais repressoras de nós mesmos e do que nos rodeia, é preciso coragem de mergulhar nesse lodo emocional que criamos para nós, semelhante ao Mar de Plástico que deu a costa na Republica Dominicana, é preciso confiar em nós e sermos

honestos.

Podemos observar não só as feridas na nossa energia feminina que tem estado tão evidência nos últimos meses, mas também das nossas feridas no masculino onde os padrões de abuso de poder, violência, força, agressividade, imposição, preguiça, falsa independência, arrogância, indiferença para mencionar apenas alguns dos aspectos negativos .

Então é tempo criar limites saudáveis fora dos registros de raiva, agressividade, arrogância, egoísmo ? Tudo tem um mas, isto seria o ideal para todos nós, existem casos que isso ainda não será possível e não está nada de errado, existem ciclos que ainda estão a decorrer não podemos nem devemos querer acelerar nosso processo, uns já tomaram consciência e poderão conseguir fazer evitando esses registros, outros vão descobrir que os têm, outros já estão a criar novos e todos juntos vamos caminhando.

Na realidade tudo que acontecer fora como já sabemos é reflexo do que está dentro, então muitas vezes quando dizemos “ ah mas ele/a foi agressivo/a comigo “ aconteceu é uma realidade, mas onde e como é que “eu sou agressivo/a comigo “, “porque permito eu a agressividade na minha vida “, “ que parte de mim se alimenta dessa agressividade e porquê “ estas questões são uma forma de chegarmos aos conflitos internos gerados pelas nossas feridas emocionais que criam nossos padrões, crenças e formas de agir e estar na vida atraindo até nós pessoas e circunstâncias que nos despertem para essa realidade interna, seja a agressividade, desamor, falta respeito ou qualquer outra.

Então o Eclipse irá trazer a tona essa realidade interna através de eventos no exterior na forma de desafios, pessoas, situações inesperadas que nos vão mostrar exatamente onde estamos ao nível das nossas feridas emocionais.

Dizem que é o maior Eclipse deste século, a parte assustadora por assim dizer é que sendo um eclipse lunar onde vai ser exposta a sombra da terra, logo a sombra do nosso individual e coletivo vai emergir para tomarmos consciência, mas como nada no Universo fica em desequilíbrio as oportunidades e o potencial é exatamente o mesmo, por isso seja qual for desafio ele trás com ele uma nova oportunidade.

Por isso podemo-nos preparar porque ora estamos a chorar de profunda tristeza, com raiva e frustração, como no momento a seguir podemos estar entusiasmados, alegres e a criar novas relações, projetos e sonhos, é o extremo das polaridades em vivência.

Falemos de oportunidades, porque quem me conhece sabe que sou positiva por natureza e que a minha tendência natural é mesmo observar o potencial de tudo, e quantas coisas boas que esta energia traz tantas e novas oportunidades, coisas inesperadas e até impensadas irão brotar iluminando a nossa vida, novas comunidades vão surgir, sim eu sei que não é novidade mas as que existem ou serão desfeitas ou para prosseguirem terão de sofrer transformações profundas, mas vão surgir muitas mais e novas cheias de mais novidades, e cada um sentirá que encontrou a sua “tribo”, novos amigos, nova casa, novo emprego, novas formas de usar os meios de comunicação e redes sociais, novas politicas sociais e países adotar novos sistemas temos exemplo da Finlândia que foi a pioneira dando o exemplo, nossos sistemas organizacionais, novos sistemas educação, novas formas cura,… será tantas as novidades nos próximos anos, o melhor disto tudo é que tudo isto que irá surgir mantendo a nossa individualidade e dando o nosso contributo com esses nossos talentos únicos através formas amorosas e criativas de viver e ser.

Existe aqui uma verdadeira oportunidade de alavancar nosso processo evolutivo se deixarmos fluir com aquilo surge dentro de nós e nas nossas vidas em cada momento, se deitarmos fora o comando do piloto automático e assumirmos a responsabilidade afinal somos a autoridade nas nossas vidas, é tempo de assumirmos esse poder, e que poder é esse tanto se fala, o poder de amar-nos a nós próprios independente das circunstâncias em que estejamos a viver em cada momento, de sermos e assumirmos nosso polo feminino consciente de “ Mãe Cuidadora e Amorosa “ que habita dentro de nós próprios, dando toda a sustentação amorosa necessária em cada momento seja na dor ou na alegria, trazendo ao de cima a sua intuição e criatividade, também sermos o nosso Polo Masculino assertivo, confiante criando ações e limites saudáveis na nossa vida e nas nossas relações.

E deixar que ambos os polos Masculino e Feminino possam ser essa interação, apoio e sustentação interior de nós próprios, tomando consciência dos seus aspectos positivos e libertando os aspectos negativos que apenas alimentam eu inferior e seus padrões de dor e sofrimento, é tempo de mudanças .

Resumindo tudo começa dentro de nós, certo ?

Então é aqui que este eclipse vai tocar dentro de cada um de nós e iluminar os porões do inconsciente, das dissociações, das feridas emocionais de forma a despertar nosso coração.

Muitos serão nossos insights, o apelo a nossa criatividade para criar o novo, quantas vezes já nos permitimos seguir a nosso intuição e seus insights e aconteceram coisas maravilhosas…pois é esta é a energia em potencial, este desejo assolapado de mudança que parece não parar, vai gerar muita inquietação interna, podendo gerar muita frustração também, isto porque se em alguns momentos essa mudança vai parecer um flash, noutros momentos ela vai parecer muito distante, e quando ela lhe parecer distante é porque existe aspetos dentro de nós que não foram observados, não foram sentidos e aí voltamos as questões do inicio deste texto .

Se eu pudesse comparar este ano com um exemplo muito especifico seria com uma gravidez onde primeiro sabemos que a concepção se deu, depois existe todo um estágio de gestação e preparação , por último surge o parto que aqui é a transição e nós neste momento estamos com algumas contrações a ameaça de parto está aí, para uns será um falso alarme ainda terão de continuar a dar toda a sustentação a essa gestação interior de vocês mesmos, curando essas feridas emocionais, para não nascer um bebé prematuro, outros já estão a entrar mesmo no momento das contrações que antecede o parto, para anunciar nascimento de algo novo nas nossas vidas…para que nascimento se dê em nós e nas nossas vidas é preciso deixar morrer o que não serve mais.

Esta é chamada a Lua de Sangue num trabalho de parto a mãe só tem um foco dar à luz a uma nova vida, tudo em si e dentro de si trabalha com foco nesse sentido dar à luz a um novo Ser, então esse deve ser nosso foco deixar que a Luz do nosso Ser possa realmente emergir, renascer para que possamos relembrar-nos que tal como a dor do parto é intensa ela tem um propósito de dar uma nova vida, também estes desafios e choques tem objetivo despertar algo no ser adormecido, de nos libertar da dissociação, das feridas emocionais, das máscaras, de podermos entender o que acontece dentro de nós, que feridas emocionais são essas que estão sempre a gerar inadequação, insegurança, medo, desamor, e vamos libertando-nos fazendo renascer essa criança interior outrora reprimida e negada.

Tal como uma mãe quando entra na gravidez e em trabalho de parto, está entrar num campo de possibilidades desconhecidas, também nós vamos mergulhar nessas emoções para descobrir a causa e a razão dos nossos “traumas” e curá-los, dando-lhes uma nova compreensão, re-significando na nossa vida e experiência libertando-nos do encantamento com a nossa história pessoal… e tal como uma Mãe quando olha para olhos de um filho tudo que vê é o amor que a nossa criança interior possa finalmente começar a olhar para nós e a vida com mesmo olhar em Amor.

Quando temos a capacidade de aceder ao mais profundo das nossas sombras / feridas emocionais, o que acontece é que teremos acesso realmente à nossa sabedoria interior e seremos capazes de liderar as nossas vidas como os pioneiros para os quais nascemos para Ser.

Resumo de alguns aspetos do Princípios

*masculinos positivos : foco, intenção, vontade, afirmação e ação

* masculinos negativos: agressividade, manipulação, domínio, arrogância

*Femininos positivos amor, alegria, criatividade, intuição, compaixão, empatia

* Feminino negativos : desamor, desconfiança, submissão

Acreditar que você é o suficiente é o que lhe dá coragem para ser autêntico, vulnerável e imperfeito. Quando não temos isso, mudamos de forma e nos transformamos em camaleões; nós nos apressamos pelo merecimento que já possuímos.

Brene Brown

Não são as coisas que estão acontecendo conosco que nos fazem sofrer, é o que dizemos a nós mesmos sobre as coisas que estão acontecendo. A verdade em que você acredita e se apega faz com que você não esteja disponível para ouvir algo novo.”

Pema Chodron

Abraço com Amor

Ana Tavares

 

Fonte da imagem:Yu Kato

Deixe o seu comentário

Tags:
Ana Tavares
anatavares@luanova.pt

Ana Tavares é uma terapeuta holística e intuitiva, com a missão de elevar energéticamente os que com ela se cruzam seja através das suas consultas, formações ou partilhas, relembrando a cada um de nós o nosso propósito e conexão espiritual, trazendo essa orientação para a vida comum. A Ana tem uma capacidade quase cirúrgica de entrar na nossa energia e traduzi-la em palavras, da mesma forma que tem a capacidade de trabalhar a nossa energia de forma elevar vibratoriamente a nossa história individual e colectiva. Nas suas sessões individuais ou de grupos, cada um de nós sente-se profundamente seguro e num espaço amoroso, como um lugar bem conhecido, onde as partilhas fluem livremente, tudo é feito e pensado a pensar no crescimento pessoal individual, na esperança de percebermos que mesmo as fases de dificuldades, com persistência e um coração aberto conseguimos ficar alinhados com as manifestações da Alma. A Ana  é uma pessoa amorosa e que dá o suporte necessário em cada momento, os passos necessários de forma a irmos de encontro ao que procuramos enquanto Alma.



#Segue-nos no Instagram