Artigos

Energia sexual é a energia vital

Energia sexual é a energia vital

Vou iniciar o artigo com uma frase/pensamento de Osho :

“A penetração física é sexo, o que é uma coisa muito superficial. A penetração psicológica é o Amor, que é muito mais profundo, muito mais significativo, muito mais bonito, muito mais humano. Então, há um terceiro tipo de penetração: quando duas Consciências se encontram, se fundem.” ~ Osho

A energia sexual é muito poderosa porque na realidade é a energia vital, e o seu instinto o mais poderoso, por isso mesmo existem tantos mecanismo por detrás da sexualidade que devem ser compreendidos.

Aos dias de hoje ainda existem inúmeras formas de repressão sexual sejam dirigidas do eu personalidade para si mesmo, sejam dirigidos à sociedade, na realidade esta repressão sexual é uma forma de condicionamento e escravidão humana, porque enquanto cada um de nós não tomar consciência do que realmente é a energia sexual e como ela opera dentro de nós conscientemente estaremos condicionados a mecanismos de manipulação, o Tantra Yoga é estudo desta energia e sua aplicação que no Ocidente tem sido várias vezes confundida com práticas sexuais.

“Muitos desejam praticar o Tantra, sem compreender o que isso realmente significa. Para conhecer e aprofundar nos mistérios desse caminho é preciso haver amor. No início, o relacionamento serve como instrumento de purificação, até que o amor possa fluir livremente e o silêncio possa fazer parte do encontro; até que o ato sexual se transforme numa meditação e a energia flua para dentro e para cima, em direção ao coração.” Sri Prem Baba

 

Temos uma sociedade que pela psicologia e outras áreas de estudo comprovou que são as feridas emocionais que geram desequilíbrios profundos em cada Ser, sabemos que uma criança que não recebeu amor torna-se um adulto sem auto confiança, com problemas de imunidade e emocionalmente frágil, com isto temos uma sociedade que pela inconsciência sobre si mesma e o seu potencial individual alimenta a escravidão no sofrimento emocional, assim a melhor forma de tirar a verdadeira liberdade do ser é não alimentá-lo com Amor, assim ele nunca será livre.

Os adultos que lerem este artigo devem nutrir seus filhos abraçando-os, beijando-os com seu amor mais puro, dando o seu calor humano a essa criança de forma que ela desperte dentro de si que é digna de ser amada e que a sua vida tem significado, mas isso implica dar também valores e responsabilidades, de acordo com a idade à criança, senão ela perde-se na sociedade e na vida, na sua sombra emocional a medida que ela surgir para ser trabalhada.

Toda a criança deve ser nutrida, aceite, amada e sentir que pertence, o trabalho que desenvolvo com os adultos no trabalho com a criança interior, é com objetivo de curar estas feridas emocionais que permanecem no inconsciente de forma a abrir espaço à transformação consciente e criativa de si mesmo, poderem mostrar o seu potencial individual cada dia.

Na realidade desde a primeira infância que morremos de fome emocional, a criança não recebe tanto amor quanto o necessário, maioria dos pais está presente ausente, a maioria dos pais tem feridas emocionais profundas que fecharam o seu coração e como tal não conhecem outras formas de amar senão pela escassez, sofrimento e manipulação emocional.

Mais tarde estas crianças crescem e vão para relacionamentos onde procuram ver as suas necessidades emocionais suprimidas, vão ter filhos para suprimir essas necessidade emocionais, na realidade estamos a alimentar um programa inconsciente que continua a retirar nosso poder pessoal e a colocá-lo no exterior.

Aos 18 anos que é conhecido por nós a maioridade, é na realidade o auge da nossa energia sexual, da vitalidade pela inconsciência e a necessidade de cada vez mais cedo suprimir o emocional que não é recebido em casa, os jovens iniciam a sua sexualidade mais cedo declinando assim o seu poder pessoal cada vez mais cedo.

A verdade é que no programa individual de cada um de nós existe a partir de uma determinada idade é desenvolvida as condições necessárias a que criança morra de fome emocional, isto porque a criança para desenvolver a personalidade do ego não vai ver as suas necessidades de Amor serem suprimidas tantas vezes quanto sente necessária por diversos motivos, primeiro que existe questões karmicas entre a criança e a mãe e a criança e o pai, questões essas que são chaves de evolução de Dharma a serem resgatadas nesta vida.

Mas na verdade quanto de nós tivemos Pais com consciência dessas realidades todas e quantos de nós somos Pais conscientes de existe todo um programa individual com chaves a serem abertas em determinados momentos ? Muito poucos acredito mas todos disposto a conhecer-nos mais e a resgatar essas partes de consciência que levam-nos a consciência de quem somos e contribuir forma consciente com eles.

Na realidade a maioria concebe os filhos para suprimir as suas carências afetivas, para agradar ao parceiro ou à programação social, mesmo que a pessoa pense que tem filho por amor as questões de programação reais são muito diferentes de amor.

Como amar nossos filhos se não nos amamos a nós mesmos ? Como ajudar conscientemente os nossos filhos a lidar com as suas emoções, se nós mesmos não temos essa capacidade desenvolvida em nós ?

Infelizmente negar o Amor a cada Ser é a melhor forma de controlo, porque um Ser sem amor é um ser cheio de fraquezas emocionais, ser fragilizado mentalmente e emocionalmente, um ser sem amor com tempo fica com seu corpo fragilizado começando pelo sistema imunitário e nervoso depois acabará por manifestar-se algures no corpo.

Realmente a pessoa que não se valoriza e ama quem é, pode até ser dotada de muita inteligência mas como não tem a força e a energia do amor consigo, no seu interior ela vai acabar por não fazer mudança nenhuma significativa em sua vida, por medo de brilhar , por medo ser rejeitada, por medo ser abandonada, por medo ser humilhada, por medo sofrer uma injustiça, enfim ou por todos juntos, afinal quem tem amor e amor próprio não tem medo de brilhar, faz mudanças em si mesmo e ao seu redor com coragem.

Já repararam quando nos apaixonamos ou estamos no meio de um projeto em que a nossa criatividade e entusiasmo é elevado, em que não usamos a mente para julgar quem somos, estamos apenas a fluir com o momento que estamos a viver. sentimo-nos no auge, a crescer com a vida, estamos num estado de alegria, as pessoas apaixonadas são as que dão mais rendimento, tem uma capacidade de execução enorme e sentem-s realizadas.

A energia de Amor tem uma inteligência criativa e sustentadora de tudo, mas se por algum motivo não podemos amar-nos ou amar alguém a pessoa está fechada, é fria e a energia não flui em si nem na sua vida, nada tem vida seja a sua saúde, suas finanças, suas amizades, tudo tem um tempo contado porque não tem sustentação amorosa, tem uma sustentação de defesa.

Enquanto aquele que tem amor no coração e troca esse amor com quem os rodeia, é confiante, tem inspiração e inspira outros que o rodeiam, a pessoa pode ser tão confiante que sente-se capaz de tocar as estrelas.

Uma mulher quando é amada, tem sustentação amorosa na sua vida seja do seu parceiro/a, das suas amizades ou família mais próxima, ela fica radiante como se emana-se um brilho diferente , ela é banhada por uma fonte de energia pura que a permite ser confiante em tudo que faz, uma nova aura surge nela, caminha graciosamente, e todos seus movimentos são como uma dança a quem a observa, seus olhos emanam uma luz profunda e alegria a todos que com ela se cruzam.

Os Homens que permitirem a sua energia feminina desabrochar dentro de si poderão vivenciar um amor livre, fluido também terão da parceira/o uma energia amorosa que vai permitir-lhe brilhar, serem mais confiantes, poderão com esta energia de amor dar uma verdadeira sustentação à sua energia masculina como uma fonte de energia e criatividade que não se esgota, as pessoas que trabalham com eles tem admiração pela sua alegria contagiante, sabem que são pessoas sensíveis, inteligentes e confiáveis. Além disso são homens que não tem medo do poder feminino, resgataram o seu próprio poder de nutrir-se e amarem-se a si e já são amados no seu núcleo por quem são em cada momento, dando as mulheres a sua volta total espaço a manifestarem a sua criatividade e potencial.

Quando esta dança de amor se dá entre um homem e uma mulher, ou qualquer outra orientação sexual geramos alegria, bem estar, harmonia e felicidades em nós e ao nosso redor.

Ao passo que pessoas cuja a sua sexualidade está reprimida face a feridas emocionais, que na grande maioria desconhecem e que foram concebidas na sua infância, elas mesmo que tenham breves momento de paixão, amor, felicidade elas ao fim de um tempo começam, tal como a criança a ansiar pelo outro, a sentir de novo o vazio, o interesse começa a desvanecer porque algo mudou, o sexo deixou de alimentar como antes o emocional, e aqui nasce a oportunidade de reconhecer as suas carências, as suas feridas emocionais de perceber que a primeira forma de amor que existe é amor próprio nutridor como fonte auto sustentadora, mas voltamos ao principio quem é que sabe que o programa esta concebido de forma a olharmos para dentro ?

Vivemos pelas feridas emocionais a manter-nos uns aos outros em estados de sobressalto permanente , porque todos temos crenças sobre o amor, crenças que nos afastam do amor, ” o amor destrói “, “o amor é dor ” , tantas outras, na realidade o amor traz com ele uma dose de medo, todos já o sentimos em algum momento.

Mas quando você está no auge dessa paixão, você está cheio de força pronto para lutar contra o mundo e tudo que colocar no caminho desse amor, certo ?

Agora quando você não tem amor ou está apaixonado você tem até medo de pequenas coisas da vida.

Será que alguém nos deu permissão para amar ? Será que damos a nós permissão para amar ?

Será que alguém nos explicou que o amor é único caminho, não como um cliché mas como a única realidade onde poderemos ser realmente livres e sentir-nos em verdade com nosso eu, em profunda autenticidade em cada momento ?

Na verdade quem nunca foi amado, sentiu amado, ou teve permissão para amar é uma pessoa com medos profundos, começou por ser uma criança que gerou temores, inseguranças e com idade foram aumentando, hoje pode sofrer de ataques de panico, ansiedade, são pessoas cujos seus joelhos enfraquecem com tempo, as suas costas curvam-se porque não tem sustentação e vão curvando-se ao longo da vida a todas as pessoas com quem se cruzam com a esperança que alguém as veja, que alguém lhes mostre, que alguém as liberte, que alguém as ame pelo que são.

Assim pela inconsciência geramos gerações e gerações que mantêm os homens e as mulheres o mais miseráveis possível, porque um homem/mulher miserável não tem auto estima, eles enfraquecem-se a si mesmo todos os dias, não reconhecem-se nenhum valor especial a si mesmos ou em quem os rodeia, não tem fundamentos para lutar pelos seus direitos, não sabem que tudo pode ser transformado de forma criativa e sem esforço, é facilmente ser manipulado pelas suas emoções e carências, estará sempre na vitimização.

Criamos cada um de nós por não saber que a energia sexual é uma energia pura, que alimenta a nossa energia vital tantas disfunções que as sociedades ao longo de todas as eras alimentaram com de inúmeras formas para manterem-nos alienados do nosso poder interior e pessoal.

Mantendo as pessoas alienadas e separadas de si mesmas, faz com que não consigam ter intimidade consigo mesmas, com as suas emoções, nem com terceiros, assim mantêm essa ilusão da separação, solidão e não podem unir-se a si mesmas nem aos outros.

Será que temos consciência de somos nós que perpetuamos nosso sofrimento ?

Será que temos consciência que somos nós que alimentamos a doença ?
A falta de energia e vitalidade ?

Será que temos consciência porque não queremos saber como opera a energia, o amor e as leis cósmicas universais que perpetuamos nosso sofrimento ?

Será que não está na hora de reconhecer quem somos ?

Pois é o tema é a energia sexual, mas na realidade nada tem haver com a sexualidade como ela foi ensinada na sociedade, nos filmes porque tudo isso é com objetivo de manter nosso estado de alienação, afinal enquanto dermos a sustentação à energia sexual primária, ela será apenas vampirização, manipulação e será apenas uma forma de estarmos alienados do nosso verdadeiro potencial, mas isto não quer dizer que as pessoas não possam tem relações sexuais, pelo contrário passaram a ter relações conscientes e equilibradas a todos os níveis inclusive sexual .

É preciso dar um significado consciente à sexualidade, é preciso quebrar os ciclos viciosos e o único poder capaz disso é o Amor, mas para isso é preciso abrir o coração, é preciso compreender as nossas feridas emocionais individuais, o drama que foi gerado no nosso programa, é preciso perdoar, é preciso partir os muros do orgulho e da vaidade do ego, todos nós Pais e Filhos criamos estes sistemas de defesa onde nos excluímos uns aos outros.

Todos nós somos Seres imperfeitos cheios de raiva e culpa, todos aprendemos anestesiar as nossas emoções como forma de camuflar tanta dor e sofrimento, criando mascaras profundas de indiferença e distanciamento entre nós mesmos e todos, o que é uma forma passiva de ódio que alimenta o jogo de alienação e não permite sentir a fonte real sustentadora de tudo que é o Amor.

Pro criamos como animais, sem saber que a gravidez tem uma iniciação espiritual para a criança e a mãe, mas que também o Pai tem um papel tão importante, a consciência da cura das feridas emocionais passa pelo portal da Mãe depois o do Pai, passa pela consciência das emoções e feridas emocionais geradas através de cada um como forma de aprendizagem individual, os Pais não são os culpados da programação que trazemos eles são a porta de saída do sofrimento e da dor e a porta de entrada na consciência de quem somos em Amor Próprio.

Espero que este artigo possa trazem uma compreensão maior sobre a sexualidade, a energia sexual, o amor e que a partir daqui cada um possa percorrer um caminho interior de amor.

Grata a todas as pessoas que nos leem e seguem o site, grata a quem contribui com seus comentários, partilhas desejo-Vos semana maravilhosa.

Com Amor

Ana Tavares

Fonte imagem: artista : Autumn Sky

Se gostou deste artigo partilhe com os seus amigos

Veja também