Receitas

Espetadas de tamboril e presunto

Cozinhar e fotografar e editar e escrever com uma bebé de dias em casa é uma tarefa praticamente impossível. Ou faço uma coisa de cada vez – e sou capaz de demorar dois a três dias até terminar um único post – ou não faço de todo.
As pessoas deviam falar mais sobre o outro lado da maternidade. Os blogues, as revistas, os livros que lemos concentram invariavelmente o foco nas coisas boas (no lado afectivo, nas roupas de catálogo, nas fotografias mimosas, no supremo amor que é termos um filho) e “esquecem-se” de nos preparar para o caos em que a vida se transforma em menos de nada, nas noites que nunca são retemperadoras, no choro incontrolável, na recuperação do pós-parto, na depressão mais ou menos forte que nos bate à porta, na constante vigia da cria que quase nos sufoca e nos elimina enquanto pessoas com vida própria e activa.

Aos olhos da sociedade, eu deixei de ser a Ana para ser “a mãe da Camila”. Como se esse fosse o único lugar e papel que me esteve reservado a vida toda. É um rótulo demasiado arcaico e machista para o meu gosto. O pai continua a ser o João, a quem perguntam pela Camila. Eu sou apenas a mãe, que só se deve dedicar à cria, que não pode ousar sair de casa porque o pequeno mamífero precisa sempre de mim. Não posso ter necessidades, nem verbalizar em voz alta o quanto preciso de apanhar sol, de caminhar, de sair destas quatro paredes. Quanto mais escrevê-lo num blogue que é lido por centenas, milhares de pessoas. Não me interpretem mal. Eu não conheço nenhuma mãe ou pai que prefira a vida antes de ter um filho. Mas que se devia falar mais sobre isto, devia – mesmo que as pessoas não estejam preparadas para o ouvir e mesmo que as palavras sejam sempre insuficientes para contar o que nos espera.

 

INGREDIENTES
[4 espetadas]
Receita adaptada de Jamie Oliver

12 cubos de tamboril
12 cubos de miolo de pão alentejano (ou ciabatta)
4 hastes de alecrim fresco, com 20-25 cm (ou 4 paus de espetada)
1 dente de alho
Azeite q.b.
Sal e pimenta preta moída na altura q.b.
12 fatias de presunto extra finas
1 a 2 colheres de sopa de vinagre balsâmico (opcional)

PREPARAÇÃO

  1. Pré-aquecemos o forno a 200º C.
  2. Cortamos o tamboril e o pão em cubos similares (2,5 cm) e colocamos numa taça.
  3. Corremos o dedo polegar e o indicador ao longo dos pauzinhos de alecrim e removemos as folhas deixando os últimos 5 cms de uma das pontas.
  4. Deitamos as folhas de alecrim num almofariz, acrescentamos o alho e umas 6-8 colheres de sopa de azeite e esmagamos bem. Deitamos a mistura na taça do peixe e do pão e envolvemos cuidadosamente até que os ingredientes se fundam.
  5. Começamos a fazer as espetadas: cortamos a ponta que não tem as folhas na diagonal para que fique afiada. Colocamos um pedaço de tamboril, depois um de pão, e repetimos até termos três pedaços de tamboril e de pão em cada haste. Temperamos com sal e pimenta e envolvemos uma fatia de presunto por cada espetada.
  6. Assim que terminarmos o processo, dispomos as espetadas num tabuleiro de forno, regamos com um fio de azeite (pouco) e assamos por 15-20 minutos, até o pão estar dourado.
  7. Perfumamos com vinagre balsâmico e servimos com uma salada verde (a rúcula combina na perfeição).

VER BLOGUE

Se gostou deste artigo partilhe com os seus amigos

Veja também