Geral, Publireportagem

Festival Zen 2017 – Reportagem fotográfica, facilitadores e participantes

“Celebra a Primavera” foi o mote para a Edição 2017 do Festival Zen, que decorreu no passado fim-de-semana, durante os dias 25 e 26 de março, em Lisboa, na Escola Secundária Padre António Vieira.

No festival tinham mais 2000m2 de salas para aulas, workshops, palestras e concertos, um dome para yoga suspenso e aéreos, alimentação natural e Zen Market & Lounge.

O Lua Nova Portal entrevistou alguns dos intervenientes no Festival Zen:

Minutos antes da Palestra começar, falamos com Paula Castella, do Núcleo de Lisboa – Associação Portuguesa de Reiki. E perguntamos que temas seriam abordados.


Alquimia Feminina Interior

Do Projeto Alquimia Feminina Interior falamos com Flor Correia, fisioterapeuta com uma paixão pelo ser humano e pelos mistérios do corpo feminino, tendo desenvolvido especial interesse pela saúde da mulher.
Em estreia ao grande público explica a sua participação no Festival Zen, em Lisboa:

Foi a primeira mulher portuguesa a fazer a formação no método Respiração Ovárica – Alquimia Feminina®, e a trazê-lo para Portugal, pelos benefícios que aporta às participantes.

É sua missão inspirar mulheres para a mudança, para a mudança interna, terapêutica e amorosa, consagrando e celebrando a vida. Flor procura impulsionar em cada um/a o reencontro com a sua melhor versão.

Para mais informação, visite: https://www.florcorreia.com/


YogaFool

Marina Calado estudou literatura inglesa e adora ficção e psicologia. O cérebro fascina-a e interesso-se imenso pelos padrões de comportamento humano.

À Lua Nova, Marina conta-nos como correu o seu Workshop de Yoga no Festival Zen:

E também nos falou dos objetivos do seu projeto YogaFool:

As aulas ao livre gratuitas acontecem no Parque do Tejo, um domingo por mês.
As aulas são em Picoas, num espaço próprio

Para mais informação, visite: http://www.marinacaladoyoga.com/


A Missão do Tuneco

A Missão do Tuneco é ajudar as crianças a fazerem escolhas alimentares saudáveis e ecológicas.

Ensinar as nossas crianças a comer alimentos naturais, nutritivos e saudáveis é algo no qual devemos investir para o bem de todos nós e do nosso planeta. De uma forma muito animada:

A Missão do Tuneco tem duas fases:

FASE 1 – Sensibilização e consciencialização:
Damos a conhecer dois tipos de alimentos e desafiamos os participantes a substituir por um Alimento Petrol por um Alimento Sol, essa escolha é assinalado numa ficha e será tirada uma fotografia para registar o compromisso.
FASE 2- Capacitação e Modelação comportamental
Segue-se uma oficina/workshop/demontração de culinária saudável onde os desafiados vão aprender a confecionar uma receita com alimentos Sol.

E pode ser relaizada em escolas, eventos, municipios, centros de saúde, clubes desportivos, é direcionado a crianças e adultos, familias e comunidades. De que forma Pachamã, quais as alternativas?

Futuramente estarão no LX Market para crianças, Nove Luas, no Seixal; entre outros.

Para mais informação, visite: http://tunecoestrelinha.wixsite.com/tuneco


Ervas do Casal

Ervas do Casal é um projeto de agricultura biológica, e participou no Festival Zen com um expositor e um workshop. Patrícia Carvalho disse à Lua Nova que a inciativa teve boa adesão, com muitos participantes.

As Ervas do Casal começaram a partir de um terreno de família, em Anadia, depois de terem submetido um projeto do PRODER para as aromáticas! Fabrico próprio, de forma biológica, e com muitos outros cuidados:

Também fazem atividades na exploração: visitas, workshops, concertos meditativos, yoga, e outros eventos.

Para mais informação, contactar através do email: ervasdocasal@gmail.com


Projecto Eros & Psyche

Falamos com Marta Santos, que é psicóloga clínica, psicoterapeuta e terapeuta tântrica, e é através do seu Projeto Eros & Psyche que estabelece a ponte entre a mente e o corpo: emocional, psicológica, corporal, energética e sexualidade sagrada.

As considerações de Marta Santos sobre participar no Festival Zen,

Para mim a importância de participar no Festival Zen prende-se essencialmente com a necessidade de divulgação perante um público identificado ( ou pelo menos, mais familiarizado com o conceito de Tantra e Sexualidade Sagrada).

E contou-nos como correu o seu workshop no Festival Zen

A novidade no seu projeto:

Penso que a novidade que este projecto (Eros & Psyche) oferece tem a ver com a combinação entre a psicoterapia mais clássica e algumas práticas ancestrais de Sexualidade Sagrada que tento nao só resgatar mas adaptar aos tempos modernos.

E o que podemos esperar deste projeto…

Este trabalho abarca um vasto leque de beneficios que vão desde uma maior conciencia corporal, um maior auto conhecimento de si mesmo e de si mesmo na relação com o outro e ajuda no tratamento e prevenção de várias disfunções sexuais masculinas e femininas.

Para mais informação, contactar através do email: erospsychess@gmail.com


Biodanza Geane

No Festival falamos com Geane Bonfim que nos explicou o que era a biodanza

É um sistema de desenvolvimento humano, propõe um caminho de autodescoberta, de alegria, de prazer de viver. Uma prática que é feita em grupo, uma vez por semana…

E perguntamos qual a energia que a Geane tinha sentido dos participantes do Festival Zen…

Para mais informação, visite: http://biodanza-geane.pt/


Testemunhos

Participantes dos eventos no Festival Zen

À saída de um concerto, a reação da participante Marta Coelho

Mais uma reação de outra participante no Festival Zen, Mafalda Faria


Ana Sofia Rodrigues – MTC

Formada em Medicina Tradicional Chinesa pela ESMTC – Escola de Medicina Tradicional Chinesa (formação teórico-prática de 5 anos incluindo estágio clínico ao longo do curso). A sua formação e prática clínica incluem Acupunctura, Massagem Terapêutica Tuina, Técnicas Osteopáticas e de Traumatologia, Moxabustão, Ventosaterapia, Fitoterapia, Dietética, Auriculoterapia, Técnicas Reflexas e Tai Chi – Chi Kung. Nesta área especializou-se também em Acupunctura Estética e frequentou ainda vários seminários de especialização tais como Reumatologia e Acupunctura em Patologias Mentais e Emocionais. De 2012 a 2015 fii Coordenadora dos estágios Clínicos de Tuina e Medicina Chinesa / Acupunctura da clínica da ESMTC.

Qual a importância de participar no Festival Zen?

É sempre importante poder chegar a mais pessoas e dar a conhecer o meu trabalho fora da área clínica, que inclui palestras, workshops e retiros. Como Terapeuta de Medicina Chinesa realizo diariamente consultas em ambiente clínico. No entanto, além da clínica, facilito diversos processos de aprendizagem, terapia e evolução. Os meus eventos unem o mundo da Medicina Chinesa com o Desenvolvimento Pessoal, permitindo aos participantes adquirirem conhecimentos e ferramentas simples, naturais e terapêuticas para alcançarem um bem-estar geral, quer ao nível físico, como mental, emocional, energético ou espiritual.

Qual a novidade que apresentou no Festival Zen?

Divulgamos os próximos dois eventos na Casa do Páteo Guesthouse no Meco – Sesimbra+ por mim facilitados. Um Workshop de Chi Kung Terapêutico dia 1 de Abril e um Retiro de Técnicas terapêuticas e de Desenvolvimento Pessoal nos dias 26, 27 e 28 de Maio. As inscrições estão abertas e ainda temos vagas 🙂

O que apresentou no Festival?

Apresentei 3 temas inerentes à Medicina Tradicional Chinesa em palestras e workshops:
– A Primavera: a influência do clima e da natureza no Ser Humano (onde falamos sobre o simbolismo e energia da estação, as emoções e órgãos mais afectados e muito mais)
– Acupressão: com técnicas simples de regular o corpo através da digitopressão (os pontos de acupuntura reconhecidos há milhares de anos pela Medicina Tradicional Chinesa podem ser estimulados através da auto-massagem permitindo aliviar diversos sintomas; irei apresentar alguns desses pontos exemplificando na prática)
– Chi Kung Terapêutico: a prática física, terapêutica e energética da Medicina Tradicional Chinesa (iremos fazer um pouco de auto-massagem e alguns exercícios simples de Chi Kung para dar a conhecer aos participantes esta prática terapêutica milenar)

Quais os eventos ou iniciativas futuras?

– No dia 1 de Abril irei facilitar o Workshop de Chi Kung Terapêutico na Casa do Páteo Guesthouse no Meco, das 15h às 18h. Um workshop onde os participantes irão aprender auto-massagem, enraizamento, bem como praticar exercícios e movimentos simples, fluidos e terapêuticos desta técnica milenar inerente à Medicina Tradicional Chinesa;
– Nos dias 26 a 28 de Maio, a mesma Casa do Páteo no Meco recebe o retiro Reencontro, um fim-de-semana único, terapêutico e inspirador que une técnicas terapêuticas milenares da Medicina Tradicional Chinesa como o Chi Kung a outras ferramentas terapêuticas de auto-conhecimento e desenvolvimento pessoal.


Susana Vitorino

Qual a importância de participar no Festival Zen?

É importante para dar a conhecer o meu trabalho e conhecer pessoas que comunguem dos mesmos valores de crescimento, consciência e desenvolvimento pessoais.

Qual a novidade que apresentou no Festival Zen?

Ao Festival trouxe a integração de dois caminhos de vida que me apaixonam e me movem: a Astrologia e o Xamanismo. No fundo, a ligação entre Céu e Terra – o Axis Mundi.

O que apresentou no Festival?

O meu trabalho com a Astrologia e Xamanismo.

Alguma iniciativa que tenham dinamizado, em paralelo com evento?

Sim, várias. Dinamizei uma oficina de Astrologia e Xamanismo para celebrar a entrada no ano novo astrológico: Marte – O Guerreiro Interior.

Todas as dinâmicas podem ser encontradas aqui: https://susanavitorino.wixsite.com/susanavitorino


Diana V. Almeida

 

Qual a importância de participar no Festival Zen?

Foi uma alegre surpresa ser convidada pelo João Silva, a quem agradeço esta oportunidade de partilhar o meu trabalho de escrita e desenvolvimento pessoal. O Escrever o Coração é uma proposta que une práticas meditativas oriundas do ioga a estratégias de escrita criativa, baseadas no diálogo interartes e na consciência corporal.
O Festival Zen é um encontro que reúne muitas pessoas que buscam um estilo de vida mais saudável, o público para este meu projeto. É também uma oportunidade de reencontrar amig@s da comunidade de amor, empenhados em construir alternativas viáveis, sustentáveis, resilientes, divertidas.

Qual a novidade que apresentou no Festival Zen?

Já trabalhei a proposta Escrever o Coração_Alegria com diversas pessoas em contextos vários. Começou como um desafio lançado pelo Pavilhão do Conhecimento, no verão de 2015, numa iniciativa chamada Altamente, que promovia estados de espírito e estilos de vida saudáveis. Pensámos que cultivar a alegria é um dos contributos fundamentais para ter saúde, numa perspetiva holística. Depois também partilhei este workshop no Alma Cheia e agora apresento-o no Festival Zen.
A beleza de Escrever o Coração é a sua flexibilidade, pois cada grupo experiencia e recria a proposta de um modo diferente. A eterna novidade do presente.

O que apresentou no Festival?

O Escrever o Coração é uma proposta de escrita e desenvolvimento pessoal inspirada pela minha prática de ioga e de meditação e pela minha experiência como escritora e leitora. Na verdade, para escrever temos de saber ler textos, recriando-os no nosso imaginário. Lemos arte (fotografia, pintura) e literatura (especialmente poesia), escutamos música, usamos materiais de escrita estimulantes (através de variantes como a cor / tamanho do papel, por exemplo).

Praticamos também mudras, mantras e meditações que nos colocam num patamar de consciência fluido, ideal para o exercício da criatividade. Mais relaxad@s, podemos desativar o censor interno e afinar o nosso canal de comunicação. Escrevemos, recebemos e materializamos, sempre palavras reveladoras.
Normalmente, o trabalho é feito em roda de um altar, onde consagramos objetos por nós escolhidos, e os escritores são convidados a partilhar alguns dos textos, o que cria um nível de intimidade exigente e desafiante, belo.

Nesta sessão, vamos caminhar com uma música do álbum Spiritchaser, dos Dead Can Dance; ler o poema “Nenhuma outra Luz”, de Hafiz (Pérsia: 1325-1390) e…

Alguma iniciativa que esteja a dinamizar, em paralelo com o evento?

Esta é a pergunta que vocês não querem fazer… porque eu sou uma mulher multitasking, como podem ver no meu site dianavalmeida.com. Dou aulas (Literatura, Arte, Cultura Visual…) na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FLUL), onde de momento dirijo o WILL Lab (um centro de escrita académica em inglês). Traduzo, pesquiso, escrevo artigos e poesia. Trabalho regularmente com escrita criativa há dez anos: no Museu Coleção Berardo (2007-2015), com o projeto Escrever o Coração (2014-) em diversos contextos.
Sou terapeuta energética — Afinar o Coração
Faço fotografia e este ano tenho duas exposições: “New YorK: A Monument to a City. 30 fotografias” (2-16 março, FLUL); 11-30 novembro, galeria Passevite. Também ofereço uma proposta de trabalho fotográfico e ritual com grávidas, o Corpo Vivo.
Namaste!


Veggitable

Qual a importância de participar no Festival Zen?
Para nós (Carina e Artem) a importância de participara no Festival Zen é poder divulgar o nosso trabalho, partilhar ideias e saberes com outras pessoas que nos visitam. É ainda uma troca de energia e sorrisos que se torna possível neste tipo de eventos. Para o projecto é uma brilhante forma de divulgar o nosso trabalho e a nossa marca. Conseguir chegar mais facilmente às pessoas e oferecer produtos saudáveis e que sabemos que são cada vez mais de qualidade. Poder partilhar cada vez mais o veganismo e a facilidade que é seguir este estilo de vida.
Qual a novidade que apresentou no Festival Zen?
Sim, para este evento preparamos novidades para oferecer durante todo o festival e tiveram uma aderência acima do nosso esperado, o que provou que é possível continuar a apostar neste tipo de eventos e nesta nova gama de produtos que estamos a lançar.
O que apresentou no Festival?
Durante o Festival Zen, tivemos disponíveis os nossos famosos bolos vegans que foram muito bem recebidos. Assim como os nossos Preparados para Bolo, Preparados para Omelete (sem ovos), Preparado para Panquecas, Queijo Parmesão (pronto a usar), Pequeno Almoço Instantâneo e as Pipocas que tiveram bastante aderência. Durante todo o Festival Zen tivemos disponíveis os livros Cozinha 100% Vegetal e Saudável, um livro com mais de 100 receitas sem ingredientes de origem animal e cheio de cor e sabor. Um livro que foi muito bem recebido pelos participantes do evento.
Alguma iniciativa que tenha dinamizado, em paralelo com evento?
No Sábado partilhei um workshop, para mostrar como preparar Queijo Parmesão e alguns truques e dicas sobre como preparar queijos vegetais, quais os benefícios dos queijos vegetais vs os queijos de origem animal.
Para mais informação, visitar www.veggitableblog.com

Artigo elaborado por Lua Nova

Se gostou deste artigo partilhe com os seus amigos