Análise

LUA CHEIA NO GRAU 13 DO EIXO PEIXES / VIRGEM…

LUA CHEIA NO GRAU 13 DO EIXO PEIXES / VIRGEM…

TRANSIÇÃO é a palavra que dirige o fluxo lunar neste momento, uma força incrível que devolve o campo de oportunidade de CONFIAR, a energia tem duas polaridades, opostas, distintas, mas na sua origem complementares, é necessário saber navegar com consciência no mar emocional, é necessário ter o leme do seu centro de equilíbrio, saber navegar na oscilação emocional, é aproveitar os ventos , não oferecer resistência mas sim usar os recursos para velejar com suavidade, saber distinguir o campo de crescimento que lhe está a ser devolvido, cada onda emocional é um eco de vós, do que ressoa na dor ou no amor…

TRANSIÇÃO…

Tudo o que era possível como estratégica de evitar, desenhado no inconsciente a atitude a ter para proteger, o ego dominado pelo medos, falo de medos e inseguranças no abstracto, pois em cada um de Vós em consulta, encontro uma forma única e subtil do medo agir, tudo o que estava a ser evitado e que mantinha tanto na vossa vida parado, estagnado, às vezes já sem vida, tudo irá ser devolvido para fazer a TRANSIÇÃO…

 

Eu sou o Criador desta realidade, semeei-a ao longo dos tempos, deixei que as inseguranças de voltar a Confiar no que sinto e ser eu a reconhecer o que me compete a mim mudar, se perdessem no sonho destruído, a desilusão, aterragem forçada à Terra, à realidade… chegou o momento dessa experiência se tornar quântica…Tudo o que Sou tem réplicas em tudo há minha volta, espelhos bem visíveis e demonstrativos do que cada um faz a si próprio…
A força que emerge é na mesma proporção à vossa entrega genuína, que são os responsáveis por tudo o que está na vossa vida e que podem-na mudar, como um passe de mágica, mas para isso terão que atravessar o vosso matrix, a vossa ilusão de controlo para evitar, todos os fluxos emocionais de dor agregados ao fatalismo, rendição, desistência, consequência do adormecimento forçado para evitar reagir…

Culpabilidade é a casa preferida do medo, ele sempre busca refúgio na culpa, crises existenciais agora, podem ser produto de ausência de referências dentro de si dos velhos esquemas na busca fora mas ainda a flutuar sem referências visíveis fora para se direccionar, olha o novo horizonte e nada vê…
O espaço do vazio para iniciar uma nova Fonte de inspiração na vida… Fonte que nasce do desejo de navegar em novas águas…
Ou bem mais escuro e abismal para o ego, tudo o que ele queria esconder das vibrações de matrizes emocionais como a vingança, raiva passiva, manipulação, distorção da realidade, que se tornaram nas vitimas perfeitas, mas enraivecidas agora, serão expostas de alguma forma e que Bom será, se souberem aproveitar todo este momento de TRANSIÇÃO e que afinal é apenas aceitar e não procurar a CULPA, mas sim onde está a NOVA atitude a iniciar, onde já vibro sem a visão de culpa mas sim de Campo para semear uma nova interacção com as experiências…

Essa é a Transição…

Olho para a experiência com o corpo de dor, ou com o coração a vibrar na nova vida que estou a Criar para Mim e que um dia será tão brilhante e florida…
Vejo as experiências como uma pintura de uma paisagem árida ou um campo de flores, onde a energia se sente leve… livre… jovial…
Estou exausto de me arrastar no sentido inverso da s correntes oceânicas, ou estou olhando o horizonte desconhecido como um campo de descoberta motivante e aliciante…
Aceito o que posso mudar e aceito o que não posso mudar por influências externas, mas viro-me para novos campos de exploração, pois a energia de Criação em Mim nada detém…
O Eu inferior debate-se vorazmente na mesma proporção que quiser resistir a mudar e isso sim cria mais sofrimento, quando o fluxo de energia se dirige para outra etapa e as inseguranças tomam o leme do Eu, a condição inferior fica condicionada, limitada, perde a ligação consciente com a intuição, a sua Vida fica ao sabor de todas as limitações do ego de medo…
A aflição de como sobreviver toma controlo… ou não… está, é real, mas não domina a vossa atitude, nem vos deixa sair do centro onde EU SOU a minha Fonte de equilíbrio, pois CONFIO que estou a sair da tempestade que criei para Mim e a aprender a velejar por mares mais tranquilos…

Quando o ego busca um culpado, que pode ser um ego masoquista e quer provar que merece a punição, o ficar sem a manifestação que lhe devolveria Alegria, ou busca um sinal qualquer de fora que lhe dê a coragem de avançar para a mudança e evitar sentir a Sua Culpa e o quanto se ilude a si próprio acreditando que fez tudo por bem para evitar… pois este é o percurso da auto destruição inconsciente… O que está oculto e não se vê, o que o próprio está a fazer a si próprio…

TRANSIÇÃO…

Olhem para Vós… Dentro… Como se sentem…
Olhem para a vossa Vida… o que sentem que precisa de mudar… o que está a acontecer para vos ajudar a mudar e que não estão a ver nesse prisma criativo…
Aceitar nesta etapa, requer ter compreendido o campo de oportunidade para a sua mudança como ser autónomo e livre dos domínios do Eu inferior… Ele está a ser reorganizado num novo sistema, onde a voz que ouve é a que vem do centro do peito e não a voz do barulho mental, esse som estridente que desarmoniza todo o sistema emocional …
Aceitar e entregar-se totalmente à experiência como início de uma etapa nova, o Eu vai conhecer-se fora do drama mas sim dentro do que está na origem a ser reorganizado em Vós, serem genuinamente cuidadores…

Só é possível quando a auto destruição da culpa é denunciada, ela é a origem de todos os conflitos, aflições, sistemas repetitivos do campo de dor e que podem ser mudados muito rápido agora… mas só possível dentro de um sistema psicologicamente bem estruturado, maturo na responsabilidade integrada, passa a agir com maturidade de si e não a reactividade da criança ferida…
Conhece-se, relaciona-se contudo em Si, criou um sistema autónomo e não dependente de polarizar com conflitos externos para se reconhecer… Vê-se, sente-se, muda o que for necessário para servir o seu sistema interno, Criar o campo zelador, protector, pois sim, houve uma emancipação das co-dependências emocionais que limitavam a Vontade autónoma …

Reconhece sempre a energia de oportunidade e reconhece o medo em simultâneo… depois a mudança vai sendo feita, ambas as partes reorganizam-se criativamente a cada momento a cada contacto, a energia está a fluir entre as duas partes internamente, anteriormente se debatiam num campo de batalha oculto e onde o Eu dava toda a sustentação com os comportamentos que mantinha, por vezes até há destruição do Eu e essa pode manifestar-se a vários níveis…

Mas tudo depende da entrega a serem genuínos, mostrarem –se a Vós sem ocultar nada… Essas são as Crianças que Cristo disse Trazei a Mim pois é delas o Meu Reino…
As Crianças libertas da Culpa, são resgatadas e elevam-se numa estrutura organizada em novos sistemas nas vivências da sua vida, mas estas podem ter o Colorido Genuíno da Energia Criativa e que tem o poder de materializar Tudo…

Afinal sempre o tivemos… esse é o Mistério da Vida que me fascina estudar os ciclos de evolução do macro, observando como se manifesta no micro psíquico, os Astros me revelam esta nossa Viagem Una com Um Todo que Confiamos de Novo que Somos Guiados , mas que cabe a cada Um de Nós sintonizar-se com o Amor a Si e libertar os outros…
A grande ilusão do ser humano nesta transição é continuar a acreditar que pelos outros não pode mudar… Não evoluem vocês e não dão a experiência de evolução aos outros… e pelo chamado Bem Maior, assim se manténs núcleos doentios , ou então estados de solidão enormes… Criados pela fuga como defesa, fugindo das experiências só se retarda a evolução…
Pés na Terra, enraizamento, estado total de entrega , mas não deixem que o ego vos amedronte… nem que seja uma experiência vinda pelo corpo, existe um espaço onde tudo tem infinitas possibilidades de Criação… Energia Quântica, não coloquem limites e deixem se Guiar, vão onde sentirem, vão buscar uma nova ordem para a vossa consciência individual, pois o inconsciente colectivo está a ser todo diluído na estrutura vivencial da Terra, muitos sistemas estão, irão cair, para que novos sistemas possam ser o reflexo do Novo…

Assim é a Magia da Vida…

O Mistério da inteligência Criativa em Nós…

Um Abraço entre gargalhadas que abrem novos horizontes e um conforto genuíno de Amor para as lágrimas que vertem tantas Crianças dentro de adultos … Abraço-VOS…
Ruth Fairfield

Fonte da imagem: Neven Krcmarek

Se gostou deste artigo partilhe com os seus amigos

Veja também