Análise

LUA CHEIA NO GRAU 12 DO EIXO CARNEIRO / BALANÇA…

LUA CHEIA NO GRAU 12 DO EIXO CARNEIRO / BALANÇA…

Estamos em pleno momento de clímax entre aquilo que já distinguimos com consciência que não queremos mais alimentar em nossa vida, situações que se arrastam, relações que já nada recriam a não ser a desilusão e a desistência de alcançar uma realidade diferente…

As forças por vezes faltam porquê?…
Quando o sistema interno é afectado por um choque com algo no exterior, os núcleos emocionais começam a emitir uma quantidade enorme de energia astral , emoções e pensamentos em fricção, é nesse momento que a mente recria a realidade e pacifica o sistema interno, ou então provoca perturbações e discórdia…

 

Mas é neste processo de discórdia, conflito interno a projectar que é o exterior que está a criar desequilíbrio, que aprendem a reconhecer onde ainda necessitam de controlar seja o que for que estiverem a sentir e dando assim liberdade à alma humana para escolher uma nova forma de se relacionar com as suas emoções…
As Crises, criam como um choque, como um embate na estrutura do Ser, a realidade do que estava a ser Oculto emerge, só assim pode ser integrada a transformação de uma crise em planos astrais inferiores, energia onde se move a divisão e tensões, para uma crise no plano superior, que impulsiona a aproximação para uma união Maior…

Tu espelhas o que eu queria ocultar de mim próprio e eu espelho o que tu querias ocultar de ti próprio…
Níveis de compreensão elevadíssimos para esta nova frequência na dinâmica consciente, muita ruptura nos sistemas relacionais disfuncionais para este reequilíbrio mais genuíno da polaridade feminina e masculina…

Já não é possível projectar uma falsa imagem, ela irá ser desmontada por um pólo oposto complementar, ou seja, a nossa complementaridade interna, o que sentimos, porque reagimos assim, a forma como está organizada a dinâmica dos pólos entre o sentir e o reagir, irá ser espelhada de fora…

Fragilidade é o campo mais puro e genuíno de experiencia interna, abre-se a energia que pode ensinar sobre a sensibilidade quando maturada pela assertividade no acto de guardar, proteger, zelar, pelo que está débil e precisa de ser cuidado com amor por cada um de Vós…

É tempo de assumir que a transformação é interna e ficar à espera que algo mude no outro para evitar a vossa nova atitude zeladora do bem estar convosco próprios, é entrar no matrix da ilusão das zonas de conforto…

O FRÁGIL E O DÉBIL VENCEM O DURO E O FORTE… LAO TSÉ

Abraço-Nos no silêncio do amor Cósmico, onde o campo astral da dor é purificada pela vibração altíssima de Unidade , o espaço onde nada é reflexo de erro mas sim Criação de outra realidade interna … O Sol Está a brilhar para todos, mas cada um tem o seu brilho próprio…

Ruth Fairfield

Se gostou deste artigo partilhe com os seus amigos

Veja também