Análise

Luta da razão entre o ego e o desejo da alma

GPS CÓSMICO…
LUTA DA RAZÃO ENTRE O EGO E O DESEJO DA ALMA…

Eis um momento energético marcante e onde a oscilação emocional recebe um impute extra da matriz de fogo a arbitrar a vontade, o desejo de velejar para novos horizontes, fora do ego de medo e insegurança… sair dos velhos esquemas de controlar as acções em prole de fugir da realidade fantasmagórica que ainda habita nas profundezas do inconsciente, memórias de essa fuga à vontade própria, ser a forma de calcular como manter tudo em equilíbrio…

O mundo das falsas aparências já não dá sustentação à vontade de se sentirem seguros das decisões que tomam por vocês, mas provoca oscilação, confusão, um momento sabem muito bem o que querem mudar, outro momento já duvidam e ficam confusos…
Porquê , qual o propósito Criativo desta oscilação?…

 

As crises devolvem os momentos em que percebemos onde caímos na nossa própria armadilha, em que a nossa necessidade é maior do que os recursos que estamos acostumados a usar … As crises devolvem momentos de contacto genuíno com uma necessidade de mudança pois os níveis de medo mascarados de tolerância já não são sustentadores de qualquer bem estar ou equilíbrio…
Sempre que colocamos a razão a justificar o porquê de não pudermos fazer as mudanças que desejamos, à procura de provas para não puder tomar uma atitude por si, estamos apenas a adiar a libertação e a prolongar o sofrimento…

É um pouco como a imagem de ou retiras o penso num movimento rápido e a dor é apenas súbita, ou vão tirando aos poucos e prolongando a dor…
Temos sentido de uma forma por vezes vertiginosa esta oscilação entre os velhos medos e a vontade de sair do seu comando…
Estes próximos dias devolverão uma vontade de saber tomar decisões por si, pelo sua vontade própria e para isso terá a ser feita uma avaliação interna…
Ora bem estes padrões onde acabam por se relacionar com as situações com um enfoque virado para o que os outros vão reconhecer de Vós, para o medo de não ser reconhecido pelos outros pelas decisões que estão a tomar, já não são suportáveis para o corpo de dor e onde afinal tudo gira à volta da Matriz da culpa… está tudo em restruturação para finalmente se puder agir fora do domínio do que parece aos olhos dos outros, mas sim o que agora precisam fazer por Vós, para se sentirem em equilíbrio com as vossas decisões…
Mas atenção com os egos insuflados da razão, é no silêncio que encontramos a segurança ancorada na vontade que não necessita de provar nada, nem já muito menos precisa de reconhecimento de fora…

Não estou a dizer que não ajam movimentos reactivos , mas se souberem voltar ao centro fora da vitima, logo sentem que afinal foram vocês que andaram a retaliar a decisão e que de alguma forma o ego necessita de sentir que tem razão na decisão… o fantasma da culpa a necessitar de provar a sua nova atitude e não é nada mais do que isso…
Por outro lado, ao irem dentro, ao contactarem ao vivo com essa necessidades egoicas, encontram-se face to face com a vossa sombra, a necessidade de manipular a razão para sentirem que o que fizerem está seguro, pois têm todos os recursos para argumentar que têm razão… saibam que isso é uma etapa como outra qualquer, mas tão decisiva para as mudanças que irão ser manifestas no futuro muito próximo…

Não interessa a razão… mas sim o que vos proporcionará uma nova etapa de se saberem relacionar com a vontade e a sombra, o que está oculto a calcular para puder agir e sair vitorioso na razão, é este o movimento da sombra agora…
Temos um grande trígono de fogo, entre vénus em leão, saturno em sagitário e urano em carneiro, entre 16 e 18 de Setembro a lua irá atravessar a matriz de leão , fazendo uma conjunção à vénus em leão… temos os dois princípios energéticos do feminino a serem restruturados e libertos das formas sombrias que afinal só feriam, magoavam e mantinham o corpo de dor preso na vitima capturada pela vida, pelos outros…
Júpiter em balança vai estar a dirigir esta nova direcção interna, ele está a fazer um sextil a saturno, a vénus e uma oposição a urano, ou seja se as escolhas forem dirigidas pelos velhos ecos da razão, vão perder a oportunidade de iniciarem um contacto mais genuíno com o vosso ser e essas escolhas serão no futuro devolvidas …

Não esqueçam, pois aquilo que decidirem toma logo forma… se for genuíno irão receber algo totalmente novo, mais que não seja, um bem estar inexplicável perante as mesmas situações que vos assustavam… a Magia… por outro lado se estiverem a esconder-se na sombra do jogo de cintura do ego para calcular como não enfrentar a situação do encontro com a vitima, vão recolher mais do mesmo, mas emocionalmente será mais intenso a vossa vivência interna…
Assumam essa responsabilidade de puderem agir fora do jogo e sejam genuínos…
Ser genuíno é não ter que esconder nada… mas de si próprio, pois aquilo que Nós valorizamos e queremos experienciar provavelmente muitas pessoas não vão reconhecer ou validar, a nossa experiencia é única e se quisermos referências para comparar, vamos perder a acção genuína…

Eu Sou distinto do grupo, mas incluído na mesma roda de evolução, aprender o respeito e liberdade para que possamos ser sem medo…
Compaixão pela vossa própria sombra, foi ela que vos ajudou a sobreviver, mas sendo aceite com outra compreensão e responsabilidade vai criar leveza, segurança e abrir o coração para a Vida nova que nos inunda de Luz, direcção consciente…

Abraço-Nos profundamente e deixo o brilho da Vida Unir Todos os Corações num Só…
Ruth Fairfield

Se gostou deste artigo partilhe com os seus amigos

Veja também