Artigos, Desenvolvimento pessoal

Momentos mágicos de mudança

Momentos mágicos de mudança

Adiar, empurrar, deixar para amanhã, fazer mais logo, depois do almoço, desculpas que nos fazem resistir ao que tem que ser feito… são momentos vividos entre a preguiça do adiar e culpa de o fazer… é um pesado estado de dormência e ausência de energia que por vezes nos dificulta a mais simples tarefa. Embora estes momentos, do ponto de vista cósmico, tenham o seu propósito evolutivo, nem sempre são fáceis. Por ex. parar para processar uma dor, fechar um ciclo, aceitar o convite a enfrentar um medo ou tomarmos consciência que a ausência de energia se deve a escolhas e rotas erradas não é fácil.

Mas também conhecemos o momento em que de repente, no momento certo em que a pressão atinge o limite, o planeta faz o ângulo certo, um impulso poderoso faz-nos levantar, arregaçar as mangas e não só nos apanhamos a fazer o que já andava por fazer há muito tempo mas ainda fazemos muito mais.. verdade?

Todos vivemos esta dualidade permanentemente. Todos andamos a resistir, a adiar, a evitar o que o nosso ego mais teme; reconhecermos a nossa verdade dual, tanto na vertente sombra como na vertente luz.

Todas as tensões internas do ser humano vão parar à nossa dualidade interna. O que o ego quer vs o que a Alma anseia. O que queremos vs o que atraímos. O nosso lado seguro vs o nosso lado aventureiro.

Sempre mergulhados na dualidade.
Uma morte para que era velho e para o que era familiar mas já tão desconfortável.
Um renascimento para o novo e para o que é desconhecido mas tão apelativo.

O que queremos deixar ir.
O que queremos abraçar.

Procura sinais na tua vida que te estejam há muito a confirmar estas duas mensagens poderosas. É o nosso livre arbítrio que coloca as energias em movimento

Usa o impulso de energia responsavelmente canalizando-a para honrar estes dois chamamentos cósmicos.

Se usas a energia para o que não serve estes propósitos ela irá desperdiçar-se… o velho irá manter-se .. o novo não terá ponte construída para lá chegares…

Temos, sempre tivemos e sempre teremos o poder de escolher na mão.
Felizes e Livres os que sabem usá-lo!

Bem Hajam! <3
Vera Luz

Se gostou deste artigo partilhe com os seus amigos

Veja também