O que é a Permacultura?

O QUE É A PERMACULTURA?

“O que os permacultores estão a fazer é a atividade mais importante que nenhum outro grupo está a fazer neste planeta.
Não sabemos quais irão ser os pormenores de um futuro verdadeiramente sustentável, mas necessitamos de opções, necessitamos de pessoas a experimentar todos os tipos de formas e os permacultores são um grupo crucial que o está a fazer.” Dr. David Suzuki

Permacultura é um sistema de design para a criação de assentamentos humanos sustentáveis. O objetivo é criar sistemas que sejam ecologicamente corretos e economicamente viáveis para produzir o suficiente para atender as suas próprias necessidades, não para explorar seus próprios recursos ou poluir, portanto, sustentável a longo prazo. Permacultura utiliza as qualidades inerentes das plantas e animais, juntamente com as características naturais de diferentes ambientes e estruturas para produzir um sistema de apoio à vida na cidade e no campo, e no espaço menor possível.

 

A base da permacultura é a observação dos ecossistemas naturais, juntamente com a antiga sabedoria dos povos primitivos e conhecimento científico. Embora baseada em modelos ecológicos, permacultura cria uma ecologia cultivada, que é projetada para produzir mais alimentos do que aqueles encontrados na natureza.

Permacultura utiliza todos os recursos, e combina mais que uma função em cada elemento da paisagem e com elementos possíveis em cada espaço vertical e horizontal. Excesso ou resíduos produzidos por plantas, animais e atividades humanas são utilizados para beneficiar outras partes do sistema. As plantações são projetadas de modo a aproveitar da melhor maneira a água e o sol, barreiras de vento são também construídas. Utilizam-se associações particulares de árvores, arbustos e plantas rasteiras que se nutrem e protegem mutuamente.

Mas a permacultura não é apenas sobre a cultura, é também uma forma de vida. Contém pessoas éticas e carinho ou compartilha de recursos. Não trata apenas de cultivo de alimentos, trata-se de trabalharmos juntos e cuidarmos uns dos outros.

Uma proposta muito séria como cultura: Permacultura é por um lado uma filosofia de vida com um conjunto de éticas e princípios, e por outro, uma lógica inteligente e ferramentas que nos permitem desenhar ou redesenhar qualquer sistema humano (quintas, aldeias, etc.) e não deixa também de ser uma compilação de técnicas e práticas (por vezes muito simples).

“Técnicas estas que permitiram a muitos povos sobreviver em locais com escassos recursos, como água ou vegetação.”

Sob condições adversas, o engenho humano desenvolveu técnicas para cultivar em desertos, recolher águas da chuva, reduzir a quantidade de lenha para aquecimento, expandir florestas, aproveitar os recursos existentes, mas salvaguardando sempre as necessidades das gerações futuras, lógica que nos permitiu estar aqui hoje.
A raiz do problema pode ser, mais do que os governos ou as corporações, a nossa cultura. Atualmente, a nossa cultura diz-nos que o planeta está á nossa disposição para dele tirarmos e pilharmos à vontade. A

Permacultura conta-nos que tudo está ligado, o peixe ao rio, à chuva, ao carvalho, à coruja, às raposas, ao musgo; quando beneficiamos um, beneficiamos todos, e quando prejudicamos um, prejudicamos tudo e todos.

Podemos afirmar que, com todas as “ferramentas” que nos dá a Permacultura, podemos “desenhar” ou organizar um espaço como uma quinta, aldeia ou até polígono industrial, de forma a melhorar o desempenho de todos os elementos, poupando energia e fechando os ciclos porque, e afinal de contas, poluição é no fundo, energia no local errado.

São técnicas muito simples, que capacitam-nos com ferramentas e conhecimento para nos tornarmos cada vez mais auto suficientes e felizes.
Cuidar da terra, porque temos de parar de maltratar a terra mãe e assumir uma existência mais positiva.
Cuidar das pessoas, porque pessoas felizes e realizadas cuidam bem do planeta e dos seus semelhantes.
Partilhar os excedentes e limitar o consumo, porque simplesmente não precisamos da maior parte do que temos ou adquirimos.

O nosso compromisso é encorajar cada vez mais pessoas a tornarem-se elementos de mudança eficazes não só nas suas casas e trabalhos, mas também a construírem comunidades mais resilientes.

Naturopata/ Terapeuta Holístico Norberto Ribeiro
www.novasterapias.com
www.apthi.pt

Fonte da imagem: Megan Hodges

Deixe o seu comentário

Associação Portuguesa Terapeutas Holísticos Integrativos
apthi@luanova.pt

A Associação Portuguesa de Terapeutas Holísticos Integrativos foi fundada em Janeiro de 2013 com os seguintes objetivos: • Apoiar os Terapeutas Holísticos; • Divulgar o Código de Ética Profissional; • Atribuir Seguro Profissional se necessário; • Proporcionar a partilha de experiência entre Terapeutas Holísticos; • Criar uma uniformização do ensino; • Promover fidedignamente as Terapias Holísticas; • Prestar esclarecimento dos enormes benefícios das mesmas para a saúde e bem-estar a todos os níveis; • Elucidar Terapeutas, Sócios e público em geral sobre terapias e normas; • Reconhecer Formações e Certificação de Habilitações; • Divulgar Escolas e Terapeutas associados; • Enquadrar as Terapias Holísticas Integradas em cursos registados, criando normas para os profissionais quer em termos de formação como de prestação de Terapias Holísticas; • Organizar Simpósios e Seminários; • Investigar cientificamente os resultados da aplicação de Terapias Holísticas e promover a sua divulgação; • Editar quadrimestralmente o Boletim Holístico Internacional; • Estabelecer protocolos com clínicas. A Associação é constituída por associados profissionais de terapias Holísticas Integradas, a nível nacional e membros extraordinários, praticantes de terapias, a nível internacional.



#Segue-nos no Instagram