Previsões para o ano do Galo de Fogo

Calendário Solar – 3 de Fevereiro 2017
Calendário Lunar – 28 de Janeiro 2017

Termina o ano alucinante do Macaco de Fogo cheio de surpresas, rebeldia e agressividade.
Sob a influência do Galo, que é mais pés no chão e que gosta de tudo bem planeado e organizado, 2017 é um bom ano para empreender e concretizar.

Como é um Galo de Fogo, para além de mais criativo, adora a acção.
É por isso, um ano para inícios, iniciar um negócio, uma relação, um novo estilo de vida.
Um ano de excelência para casamentos ou novas relações, tanto amorosas, como de amizade, networking e negócios.

O Galo é vaidoso, gosta de mostrar as suas belas penas e chamar a atenção. Como é um ano com energia fogo, que maravilha, um Galo sob as luzes da ribalta. Novas estrelas poderão brilhar e surgirão oportunidades de obter maior visibilidade. Mas atenção, a vaidade do Galo raramente é fútil, é que o Galo tem brio, as suas realizações foram conseguidas com sentido de responsabilidade e trabalho e na maioria das vezes, diríamos que é uma vaidade com mérito. O tal “cantar de galo” normalmente assenta nas suas reais conquistas. Por isso, o sucesso não será algo espontâneo.

Quem nasceu nos anos e mês (7 Setembro a 7 Outubro) do Galo, aproveite as boas influências para se lançar nos negócios e ter sucesso.

Golpes de sorte, oportunismo, rebeldia e esperteza não têm muito espaço neste ano do Galo, como teve no ano do Macaco. Aliás, até porque estamos a terminar um ciclo sob influência do Sol, 36 anos de ritual ao Ego, e inicia-se um novo ciclo sob influência de Saturno, que vai exigir maior sentido de responsabilidade. Os 10 minutos de fama serão cada vez mais raros e a fama será obtida através do reconhecimento de pessoas valorosas, de pessoas com mérito como o Galo que se levanta cedo para despertar a quinta para mais um dia de trabalho.

Ao nível da política mundial há uma tendência para o show off, mas também para fazer as coisas com maior sentido de responsabilidade. Infelizmente, o excessivo sentido de responsabilidade aliado à rigidez moral ou a ganhos financeiros podem potenciar decisões e movimentos extremistas. Há também tendência para ideais conservadores e reacionários, como “construír muros” com o objectivo de impor a ordem. O Galo é orgulhoso da sua quinta, dando força a movimentos nacionalistas.
Como é franco, irão surgir algumas situações de desconforto na comunicação, pois o Galo não tem papas no bico. Por isso, evitem-se os conflitos, quando ocorrerem, não leve a peito e tire um ensinamento da experiência.

Em termos de saúde, continua a tendência para inflamações e viroses, sendo os pulmões e a pele os orgãos mais fustigados. Como é um ano de inícios, pode aproveitar o impulso para alterar alguns hábitos alimentares, diminuindo o consumo de alimentos ácidos da sua dieta, como refrigerantes, farinhas, principalmente a de trigo, açúcar e sal refinados, carnes vermelhas, presuntos, enchidos e peixes (de)fumados, medicamentos e bebidas destiladas. Assim pode evitar processos inflamatórios que são a principal causa de doenças.

Poderão ocorrer problemas com as águas, com inundações e tempestades, principalmente nos países mais propensos a estes tipos de fenómenos. Os terramotos continuarão como no ano do Macaco. Os cientistas da área não andam muito optimistas nas suas previsões, por exemplo, na Islândia, que a todo o momento esperam um tremor de terra que “acorde” o grande vulcão Katla. É certo que tem havido bastante actividade, mas são os inevitáveis fenómenos da Natureza, uns rápidos como o vento, outros lentos como a terra, tudo em movimento.
A nível económico haverá excelentes oportunidades de negócios relacionados com “movimento”, como o turismo, transportes, importações/exportações, a música e a internet. A banca continuará a ter lucros, por incrível que pareça. E o mercado imobiliário poderá não sentir crescimento significativo apesar das expectativas mais positivas. Devido às tendências de movimento global, podem surgir tentativas de “bloqueio” destas movimentações com políticas proteccionistas e nacionalistas. Esperamos que não seja o vulcão Katla a travar os movimentos.

Os fumos tóxicos do vulcão remetem-me para as polémicas e dissidentes opiniões sobre as alterações climáticas. Enquanto houver produção e consumidores, parece não haver vontade ou grande preocupação para aplicar medidas que não poluam a Terra com excesso de Fogo (pesticidas e fetilizantes, petróleo e derivados). Ainda tenho fé na humanidade, tenho fé que será capaz de transformar os seus meios de produção e hábitos de consumo, aos poucos, ou mais rapidamente com um empurrão da Natureza.

Uma vez mais, é superficial dizer quais os signos que mais vão beneficiar das boas influências do ano do Galo de Fogo, mas generalizando, será um ano com diversas e excelentes oportunidades para as pessoas nascidas nos anos e meses de Cavalo (junho), Galo (setembro), Porco (novembro) e Rato (dezembro). Mas para beneficiar dos “bons ventos” é preciso ter o barco preparado, com as velas içadas para a viagem. Feliz é aquele que está em sintonia com os desígnios dos céus.

Galo, usa a tua beleza para inspirar a ideais nobres. Não te deixes ofuscar pelas luzes da ribalta.
Galo rigoso e austero, deixa-te de moralismos, criticismo e perfeccionismos. Usa o teu sentido de organização que é tempo de concretizar.
Galo Fogo, corajoso e agerrido, não sejas impulsivo, planeia como sabes planear e age como tão bem sabes agir!

Feliz ano do Galo de Fogo!

Deixe o seu comentário

Suzana Mendes
suzanamendes@luanova.pt

Suzana Mendes: Consultora de Feng Shui Tradicional e de Astrologia Chinesa Ba Zi, recomendada pelo Feng Shui Institute de Inglaterra e EUA. Autora, facilitadora e palestrante. Pratica Feng Shui desde 2009.



#Segue-nos no Instagram