Receitas

O Primeiro Cocktail do Ano

Manda aos últimos frutos a espessura,

dá-lhes sul ainda mais dois dias,
força a plenitude neles, vê se envias
ao vinho forte a última doçura.
Dia de Outono in Os Sonetos a Orfeu de Rainer Maria Rilke, Vasco Graça Moura
Começamos o ano com um brinde e, em não sabendo nem desconfiando o que me reserva 2017, prefiro recebê-lo em modo de festa.
A combinação de ingredientes é bastante simples, quase ingénua, e todos os temos em casa.
As pêras doces, a hortelã fresca e o gengibre que nos torna a língua menos amorfa. É uma metáfora para este ano, como que um desejo: doçura, leveza, plenitude. Tempo.
Mude embora o mundo, seguimos sem entraves.

 

 

 

 

 

 

 

INGREDIENTES
[3 copos]

1 a 2 pêras maduras, partidas em pequenos cubos
3 colheres de chá de mel de rosmaninho (ou açúcar amarelo)
3 hastes de hortelã frescas
Gengibre fresco a gosto
Água q.b.
75 cl de água com gás (3 garrafas de 25 cl)
Gengibre fresco a gosto
Rum q.b.
Cubos de gelo q.b.

PREPARAÇÃO
  1. Numa panela pequena, juntamos a pêra, previamente descascada e partida em cubos, o mel (ou o açúcar), uma haste de hortelã e o gengibre finamente ralado e cobrimos com cerca de 1 cm de água. Deixamos que ferva por cerca de 5 minutos, mexendo sempre. Reservamos até que arrefeça totalmente.
  2. Distribuimos o preparado anterior pelos copos e adicionamos as restantes folhas de hortelã fresca. Vertemos a água gaseificada e, de seguida, o rum (a quantidade poderá variar tendo em conta se preferem uma bebida mais ou menos forte).
  3. Juntamos o gelo e servimos de imediato.
Dica: podem substituir o rum por champanhe bem fresco (e nesse caso não juntam a água com gás nem o gelo).

 

À nossa!
Se gostou deste artigo partilhe com os seus amigos

Veja também