Desenvolvimento pessoal, Exercícios

Recupere o Bem-Estar

Sentir-se deprimido é um estado mental e físico. O nosso humor começa por impulsos electricos no cerebro  mas não só.  Há muito que a comunidade cientifica  provou que há também moleculas mensageiras que são libertadas na nossa corrente sanguínea.

Desta forma, para além da adrenalina e endorfinas há outros compostos químicos que contribuem para a intensificação do que sente quando está em baixo e deprimida. Da mesma forma o seu organismo produz químicos que a fazem sentir-se bem e alteram o seu corpo ao nível celular.

As sensações desgradáveis e de desanimo causadas pela depressão estão relacionadas com  o facto dos niveis de serotonina e de outros neurotransmissores no seu cerebro terem baixado demasiado. Obviamente que isso sucede perante um estimulo exterior, uma situação da sua vida, uma experiência traumatica, etc. Entramos então num circulo vicioso: o cerebro identifica essa situação como perigosa ou nociva para o nosso bem estar e produz adrenalina, endorfina e cortisol em doses elevadas, suprimindo a produção das outras hormonas que permitem a sensação de bem estar e de tranquilidade, o nosso organismo começa a responder com a produção de moleculas que expandem e espelham esses compostos quimicos. Ficamos cada vez mais deprimidos, somos incapazes de lidar com a situação e focamos-nos no problema obsessivamente, o que leva a uma maior produção quimica como atrás referido, o nosso corpo corresponde com outros sinais e alimenta também essa produção desiquilibrada…enfim. Há que travar este proceso e reverte-lo!

Por isso é que por vezes, quando temos um problema em que estamos envolvidos durante o dia mas que até esta controlado racionalmente, acordamos a meio da noite quase em pânico ou com pesadelos. Isto acontece porque para nos deixar sonhar o nosso corpo deixa de produzir norepeninefrina e serotonina e assim deixamos de ter os nossos reguladores naturais e ficamos sem o sistema de defesa. De manhã quando nos levantamos já vemos tudo novamente dentro de perspectiva pois já temos esses reguladores a circularem no nosso organismo. O problema pode manter-se mas a nossa forma de lidar com ele volta a ser racional e equilibrada.

Quando estamos deprimidos ficamos sem defesas naturais. Então, vamos primeiro que tudo ESTIMULAR o corpo e o cerebro a produzirem novamente estes compostos quimicos!

Para já a meta é sentir-se bem, sentir-se melhor, ter mais alento. A partir daqui será então possível trabalhar as mudanças que poderão ser feitas para que comece a agarrar a sua vida novamente. É importante começar por algum lado, passo a passo irá reconquistar o seu bem estar, é como que uma reaprendizagem, SEJA GENTIL CONSIGO MESMO E PRINCIPALMENTE NÃO DESISTA DE SI MESMO!

Exercicio 1:

Sorrir

Exemplo- deitado na cama, quando acorda de manhã, experimente sorrir. Visualise na sua mente cada parte de si, cabeça, tronco, braços, mãos, pernas, pés, e sorria a cada uma delas. Pode acompanhar esse sorriso de uma imagem que goste, de luz, da sua borboleta, ou apenas sorrir. Experimente e descubra o que lhe faz mais sentido. Faça este exercicio todos os dias. Sorria sempre que se lembrar de sorrir.

Exercicio 2:

Postura

Quando estamos deprimidos e tristes, há uma tendência para baixarmos a cabeça, enrolarmos os ombros para a frente, descaidos, e até parece que encolhemos. A mensagem que está a passar a si mesma é de desanimo, e o seu cerebro e o seu corpo reagem com a supressão de produção das tais hormonas que necessita para começar a olear a engrenagem que a levará ao seu objectivo

Então, esteja sentada ou em pé, imagine que tem um fio  prateado vindo do céu a puxá-la suavemente para cima a partir do topo da cabeça. Imagine que permite que esse fio mantenha a sua cabeça direita.

Agora deixe os seus ombros descair para baixo e para trás. Sinta as suas costas a serem endireitadas pela linha do pescoço, e sinta a curvatura em S natural das suas costas a suportar suavemente este endireitamento.

Por fim deixe descair os ombros um pouco mais. Imagine que esse fio prateado está a manter a sua cabeça erguida e deixe-o suportar todo o seu corpo. A cada respiração deixe-se relaxar um pouco mais, mantendo ess apostura direita, e permaneça assim, pelo menos durante 1 minuto.

Isto é muito simples e no estanto é muito eficaz. Faça estes exercicios conscientemente por breves momentos várias vezes ao dia, de forma a criar o hábito de se sentar e andar ou apenas permanecer em pé numa posição direita, relaxada e confortável naturalmente.

Aproveite a sua caminhada diária para praticar a postura direita e o sorriso!

​© Cristina Fernandes

Se gostou deste artigo partilhe com os seus amigos

Veja também