Receitas

Risotto de abóbora e agrião

Risotto de abóbora e agrião

Nos contos de fadas, transformar uma carruagem numa abóbora é devastador, mas à luz da fantasia a imagem em si é das mais bonitas e mágicas que nos passaram na retina. E, talvez, até se a própria Cinderela soubesse dos inúmeros benefícios desta planta, a meia-noite não fosse tão temível.
E era precisamente sobre isso que eu vos devia falar: da versatilidade da abóbora – que pode ser usada em quase tudo (pratos doces ou salgados, tartes, snacks, sopas) e na sua totalidade, com casca e sementes também comestíveis – e da fonte de vitaminas (A, B, K) e de minerais como cálcio e fósforo… mas o meu cérebro só consegue reter a cor e o sabor, já saudosos, deste risotto.

 

 

INGREDIENTES
[para 2 pessoas]

100 g de abóbora (preferencialmente biológica)
Sal e pimenta preta q.b.
1 fio de azeite
1 cebola pequena
1 dente de alho, sem gérmen
250 g de arroz para risotto
1 copo pequeno de vinho branco (de boa qualidade)
650 ml de caldo de legumes caseiro
1 mão cheia de folhas de agrião
1 colher de sopa de manteiga
5 colheres de sopa de queijo parmesão

 

PREPARAÇÃO

  1. Pré-aquecemos o forno a 190º C.
  2. Cortamos a abóbora em cubos e colocámo-la num tabuleiro de forno, temperada com sal, pimenta e um fio de azeite. Assamos por cerca de 20 minutos, até estar macia.
  3. Entretanto, refogamos a cebola e o alho, finamente picados, num tacho com um fio de azeite por cinco minutos. Acrescentamos o arroz e envolvemos bem por mais um minuto.
  4. Refrescamos com o vinho branco e deixamos que evapore.
  5. Juntamos agora a primeira concha de caldo de legumes (bem quente para não travar o processo de cozedura) e mexemos. Sempre que o arroz secar, juntamos mais caldo e mexemos.
  6. Transferimos a abóbora assada para o processador (ou Bimby) e adicionamos duas colheres de sopa de queijo parmesão e cerca de meio copo de caldo de legumes. Trituramos até obtermos um puré aveludado.
  7. Juntamos o puré ao risotto juntamente com o agrião e envolvemos por dois minutos. A adição do puré e do agrião deve ser feita apenas quando o risotto já estiver cremoso e praticamente no ponto de cozedura que queremos (al dente).
  8. Retiramos do lume e acrescentamos a manteiga e o restante parmesão. Incorporamos delicadamente e servimos de imediato. O risotto não espera por ninguém 🙂

ver blogue: https://sweetbigas.blogspot.pt/

Se gostou deste artigo partilhe com os seus amigos

Veja também