Artigos

Sentir ou não Sentir, eis a questão!

Para muitos a palavra “Sentir” é ainda significado de sofrer…
Sejam infâncias turbulentas, ausência de amor, exposição à violência tanto pessoal como dos pais, bullying na escola, rejeição, abandono, solidão, não é difícil encontrar razões para que consciente ou inconscientemente bloqueemos a capacidade de sentir.

Muito tempo passa entre o bloqueio e a coragem de voltar a abrir o coração. Enquanto não entendermos que havia uma razão para o sofrimento que passámos, até que resgatemos a consciência e responsabilidade pela cura das nossas feridas, até que elas se transformem em força e sabedoria, não haverá remédio ou terapeuta que possa ajudar. E pior do que carregarmos esses bloqueios, é o que essas energias dentro de nós continuam a fazer atrair… mais do mesmo!

Curar uma ferida emocional é um trabalho de coragem e consciência que implica transformações profundas. É essencial para nos guiar quando percebemos que o nosso GPS é no coração que mora.
A porta para voltar a abrir o coração está dentro de nós e temos de estar preparados para uma purificadora viagem pois ainda antes de chegarmos à alegria e gratidão, temos que limpar e sarar o velho pus das emoções reprimidas.
É assustador sem duvida e um trabalho que tenho visto só mesmo os mais fortes se atreverem a fazer. Mas são estes os mesmos que circulam com uma imensa luz lá fora no mundo, a quem a vida valida o esforço e coragem através de uma vida mais tranquila e mais abundante.

TODOS carregamos feridas. Todos estamos cá a sarar camadas velhas e actualizar padrões antigos, obviamente diferentes uns dos outros. Tenho visto muito violência e enormes feridas atrás das mais belas máscaras assim como corações iluminados dentro de quem não esperaríamos. Por isso, não te distraias com aparências ou sequer te preocupes com o que vai dentro dos outros. Atreve-te sim a olhar para dentro a perceber o que afinal precisa de cura..

Se Sentir para ti já é liberdade, tristeza e alegria, medo e coragem, parabéns! A tua dualidade está em equilíbrio.
Se Sentir para ti ainda é sofrer, chegou o tempo de abrir esse baú e aproveitar a Primavera para fazer uma limpeza e cura profunda.
O coração e a Alma agradecem <3

Artigos Relacionados