Receitas, Saúde e Bem-estar

Smoothie de Beterraba Morango e Baobab

 Smoothie de Beterraba Morango e Baobab

 Agora que já cativei a vossa atenção com as cores vibrantes da imagem, vou contar-vos um segredo: embora pareça, eu não sou uma pessoa de modas. Isto é: tudo o que foge ao padrão dito natural/convencional, que é rotulado com nomes estapafúrdios, que não me remete para coisa nenhuma, não me seduz.
Quando me deparo com embalagens com nomes indecifráveis franzo sempre o sobrolho. É o caso do camu camu, da spirulina, da lucuma, da macarroba, do baobab – a lista era infindável! – e contam-se pelos dedos as que tenho em casa. Há dias até em que me sinto completamente assoberbada com tanta informação.
Só que há outra parte de mim que não gosta de viver na ignorância e assim que tenho mais tempo gosto de explorar e interpretar os rótulos.
Foi o que aconteceu com este superalimento da Iswari, o baobab.
Trata-se de uma fruto nativo de África que quando seca é transformado num pó de tonalidade branca. O sabor é ácido e assemelha-se ao de um citrino, mas distingue-se pelas suas propriedades nutritivas, sendo mais rico e poderoso que uma laranja comum.
Fiz este smoothie agora de manhã para o pequeno-almoço – e vou confidenciar-vos um outro facto: eu não gosto de beterraba. Reconheço-lhe os inúmeros benefícios, sobretudo a concentração de ferro (que me dá energia), e por isso “obrigo-me” a consumi-la amiúde misturando-a com outros ingredientes que mascarem o seu sabor, como a hortelã.
Gostos à parte, há muitas formas de começarmos o dia… mas poucas tão boas como esta.

 

 

 

INGREDIENTES
[para 1 dose]

Meia beterraba (usei cozida)
4 morangos
1 cenoura
5 pés de hortelã (só as folhas)
1 colher de chá de baobab
1 copo de água pequeno
1 pedra de gelo (opcional)

 

PREPARAÇÃO

  1. Juntamos todos os ingredientes numa liquidificadora e trituramos durante um minuto na velocidade máxima (Bimby: 1min/vel.9). [Se a mistura fica demasiado espessa, acrescentamos mais água.]
  2. Vertemos o smoothie para um copo e bebemos de seguida.

Nota: se fizerem uma dose maior, podem guardar no frigorifico por dois dias numa garrafa de vidro.

Tenham um fim-de-semana cheio de energia!

Ana Chaves é jornalista e autora do blogue de culinária Sweet Bigas – sweetbigas.blogspot.pt

Se gostou deste artigo partilhe com os seus amigos

Veja também