Receitas, Saúde e Bem-estar

Smoothie bowl para começar bem o dia

Smoothie bowl para começar bem o dia

Sempre que penso em tornar a primeira refeição da manhã mais rica, nutritiva e variada lembro-me também de todas aquelas pessoas que estão no extremo oposto. Conheço algumas.
Numa viagem de jornalistas aqui há uns anos, estávamos defronte de um maravilhoso buffet de pequeno-almoço quando umas das minhas colegas disse que todos os dias comia exactamente a mesma coisa: pão com manteiga e café com leite. Não contemplava variações para compotas, nem acrescentava sumo ou fruta. O mesmo pão, o mesmo café, o mesmo sabor, dia após dia. Além de acordar com pouca vontade para incursões culinárias adorava aquele pequeno-almoço, explicava-me.
Comigo passa-se o contrário.
Gosto de fazer panquecas, smoothies, taças de iogurte com granola e fruta, papas de aveia, torradas – e acordo com fome. 15 minutos é o limite máximo que despendo nesta missão embora, por norma, só os atinja ao fim-de-semana.
Esta colega, naquela manhã, tinha no prato bacon, ovos, churros, bolo caseiro, pães, sumos, frutas. Estava a vingar-se.
O levamos desta vida são os pequenos-almoços dos hotéis, acho que não restam dúvidas em relação a isto. Eu, por exemplo, quero voltar a determinados sítios não pela cama, não pela vista, não pelo sossego, tão-só pelo pequeno-almoço. É o meu momento alto do dia.
Em casa, a alegria não é comparável, mas esforço-me (com gosto) por variar. Faço-o por mim, que se assim não for mais ninguém quer saber.
Depois também há os dias em que acordo com preguiça, com sono, sem grande alegria para bater ovos ou laminar maçãs.
 
Para quem tem pouco tempo (eu! eu!) ou não muita paciência para diversificar a primeira refeição do dia este smoothie em taça (smoothie bowl) é uma excelente alternativa. Um minuto no liquidificador e mais meio para terminar a decoração do prato.
Esta combinação tem feito maravilhas pelo meu estado de saúde muito por culpa do kiwi, que é uma excentricidade perfeita de nutrientes (tem uma quantidade de vitamina C superior à de qualquer outro citrino).
O pão com manteiga até pode ser bom, mas não compete com isto 😉

 

 

INGREDIENTES
2 bananas maduras (congeladas de véspera)
1 mão cheia de espinafres baby
1 kiwi
2 colheres de sopa de sumo de limão
1 colher de sopa de sementes de linhaça
Meio copo de água
Topping
Meia banana laminada
Framboesas frescas q.b.
Lascas de côco seco ao natural (usei biológicas, da Naturefoods)
1 colher de sobremesa de sementes de chia
1 colher de sobremesa de pólen de abelha
PREPARAÇÃO
  1. Na noite anterior, laminamos as bananas, que devem ser maduras, e congelamos num saco com fecho zip.
  2. Juntamos, pela ordem indicada, todos os ingredientes no robot e batemos na velocidade máxima durante 1 min (Bimby: 1min/vel.9). Se necessário, juntamos um pouco mais de água [não deve ficar líquido, pois é para comer com colher].
  3. Vertemos o smoothie verde para uma taça e decoramos a gosto com a banana, framboesas, lascas de côco, sementes de chia e pólen de abelha.

[Nota: não é necessário juntar açúcar ou mel. As bananas emprestam a doçura suficiente].

Ana Chaves é jornalista e autora do blogue de culinária Sweet Bigas – sweetbigas.blogspot.pt

Se gostou deste artigo partilhe com os seus amigos

Veja também