Artigos, Desenvolvimento pessoal

Sugestões para fechar bem o ano velho

Sugestões para fechar bem o ano velho.

Já todos hoje percebemos que nada atrai mais abundância do que desenvolvermos em nós a capacidade de sentirmos ou vibrarmos em Amor.

Amor-próprio. Amor pelo que temos. Amor pelo que somos. Amor pela Vida e pelas Leis Universais. Amor pelas bençãos e retornos maravilhosos assim como Amor pelos desafios que estão predestinados a fazer de nós Heróis da nossa própria história.

 

Seria interessante um dia a ciência ser capaz de inventar um “Amorómetro” para que pudéssemos ir subindo a escala e também percebermos o que afinal nos aumenta ou rouba energia. Enquanto não é inventado, cabe a nós irmos procurando maneiras de elevar a nossa energia e capacidade de sentir Amor assim como evitar tudo o que a baixe..
Deixo então a minha sugestão;

Lista de bênçãos e desafios para fechar o ano velho;

Bênçãos a agradecer:
– As aprendizagens que fiz.
– A saúde de que gozo e gozam os meus.
– A comida que não me falta.
– A presença dos amigos e os seus abraços.
– O colinho do meu animal.
– A consciência que ganhei.
– A liberdade que tenho de escolher quem quero Ser.
– O apoio da família.
– Lembrar que somos um espirito a cumprir uma história.
– Todos os pequenos milagres que só o nosso coração lê.
– O mundo de informação e tecnologia que nos permite relembrar quem somos.
– O respeito que vou aprendendo a ter por mim.
– A força de ser fiel ao meu coração.
– Aqueles laços com amigos que nos lembram como somos especiais.
– As mensagens de todos os que nos querem bem.

Desafios a agradecer:
– Os desafios que me fizeram mais forte.
– As aparentes injustiças que trouxeram a libertação.
– Os apertos de dinheiro que me ajudaram a valorizar mais o que tenho.
– As desilusões que me fizeram mais realista.
– Os problemas com o carro que me evitaram acidentes graves.
– As discussões com os filhos que reforçam os laços.
– As obrigações que me ajudam a ser responsável.
– Os meus medos que me convidam a ter coragem.
– As idas ao hospital que fizeram de mim mais humano.
– As perdas que me ajudam a controlar o ego.
– Todas as situações que parecem não ter resolução e que nos religam ao Céu e nos aumentam a Fé.
– O afastamento de certas pessoas que nos mostram que não éramos importantes para elas.
– Toda e qualquer situação que nos esprema o coração e nos permita a benção que é sentir.
– Lembrar que sorte e azar não existem e que todos os desafios são oportunidades de equilibrio das energias do passado.

Não há lista de novo ano que dure ou se realize enquanto este trabalho de reconhecimento e valorização do ano que passou não for feito.. Não é por acaso que a maior parte de nós não consegue manter-se fiel às suas resoluções.
Façamos então este pequeníssimo ritual interno de gratidão do ano que está a terminar para que possamos entrar no novo ano 2018 com os nossos Amorómetros no máximo.

Feliz Ano Novo ❤
Vera Luz

Se gostou deste artigo partilhe com os seus amigos

Veja também