Receitas, Saúde e Bem-estar

Tarte de cerveja artesanal

Base antiderrapante em silicone @Kochblume 

Fui desafiada a criar uma receita com cerveja – e assim que me foi feito o convite decidi que não seria o clássico frango com a dita. Não que eu não goste (gosto!), mas há tantas receitas que versam sobre isso, que a minha nada de novo acrescentaria ao mundo.

E, por que não, um doce? Uma sobremesa? Eu nunca tinha provado uma tarte de cerveja.
Não sendo nenhuma especialista em cervejas, sei diferenciar algumas marcas.
Sovina, para além de ter uma qualidade superior, não tem corantes nem conservantes, e foi a primeira cerveja artesanal a ser produzida em Portugal.
Para uma receita doce, preferi uma cerveja suave: a Helles. Não queria um travo demasiado intenso, nada que gritasse a álcool. Queria, isso sim, que as pessoas que provassem a tarte, sem saberem que ingredientes a compunham, me perguntassem que sabor era aquele, que persiste e nos amacia o paladar. Entrámos em terreno desconhecido, porque ninguém nos havia preparado para aquilo. Nem para o casamento perfeito do recheio cremoso e doce com a base crocante.
Vários estômagos passaram pela minha cozinha (e sala) nesse dia e a fome não se ficou a rir de nenhum.
Não vos parece que este fim-de-semana é a altura ideal para confortarem também os vossos?

 

 

 

 

INGREDIENTES

Para a massa
150 g de farinha de trigo sem fermento
150 g de farinha integral
70 g de água
Meia colher de chá de sal
Meia colher de chá de açúcar
Para o recheio
5 gemas
180 g de açúcar mascavado branco biológico
100 ml de leite magro
100 ml de cerveja artesanal Sovina Helles
2 colheres de sopa de farinha com fermento
1 colher de café de canela em pó
1 colher de sobremesa de amêndoa granulada
1 embalagem de requeijão de vaca e ovelha
PREPARAÇÃO
Da massa
  1. Por ordem, colocamos todos os ingredientes numa taça e batemos (com várias próprias) até se formar a massa.
  2. Numa bancada polvilhada com farinha, estendemos a massa com o rolo (deve ficar bem fina), forramos a tarteira, picamos a massa com um garfo e reservamos.
Na Bimby: colocamos todos os ingredientes pela ordem indicada no copo e programamos 15 seg/vel. 6. Estendemos a massa com um rolo (deve ficar bem fina), forramos a tarteira, picamos a base com um garfo e reservamos.

Do recheio

  1. Pré-aquecemos o forno 170º C.
  2. Numa taça, batemos o açúcar com as gemas. Acrescentamos o leite, a cerveja, a farinha, a canela e a amêndoa e envolvemos com uma vara de arames (sem bater).
  3. Por fim, adicionamos o requeijão, que esfarelamos com as pontas dos dedos, e envolvemos só até incorporar.
  4. Tapamos a tarte com papel de alumínio (para não queimar) e levamos ao forno por 40 minutos. Retiramos o papel e voltamos a pôr no forno por mais 10 a 15 minutos para dourar a superfície.
  5. Desenformamos só depois de arrefecer.

Dicas:
– devem espalhar sobre a base uma fina camada de açúcar para evitar que o recheio humedeça a base;
– se preferirem não fazer a massa, usem massa quebrada de compra.

SWEET BIGAS

Se gostou deste artigo partilhe com os seus amigos

Veja também